Notícia

Pesquisadores desenvolvem monitoramento de enchentes pelo Twitter

O emprego da tecnologia e o uso das redes sociais vem ajudando a transformar o campo da ciência

O emprego da tecnologia e o uso das redes sociais vem ajudando a transformar o campo da ciência. Uma equipe de pesquisadores do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da USP, em São Carlos, criou uma técnica computacional capaz de entender como publicações no Twitter conseguem representar fenômenos naturais, no caso chuvas e enchentes. O principal objetivo da equipe é amplificar as áreas de monitoramento, para assim, no futuro, conseguir prever acidentes.

Em entrevista à CBN Vitória, um dos coordenadores do projeto, o professor de Ciência da Computação Sidgley Camargo de Andrade, explica que a ideia por trás deste monitoramento é utilizar, além de sensores físicos (como radares, pluviômetros e satélites), um instrumento humano, que é a rede social, para garantir esse monitoramento das chuvas.

Ver comentários