Notícia

É permitido transitar com motocicleta pelo corredor no trânsito?

Veja quais são as autuações previstas para quem usa o corredor

Trânsito intenso na BR 101 na saída para o feriado
Trânsito intenso na BR 101 na saída para o feriado
Foto: Rafael Monteiro de Barros

Pelas cidades é comum ver motociclistas circularem frequentemente pelos chamados “corredores” de trânsito. Usar o espaço entre veículos é assunto polêmico e também leva ao debate sobre os riscos, estatísticas de acidentes e implicações legais que esse tipo de conduta no trânsito pode trazer. Nesta edição do "Direção Segura", o chefe substituto do Núcleo de Policiamento e Fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF), inspetor Hemerly, conversa sobre o tema:

Ele explica o que está definido sobre o uso do corredor com a legislação atual. "O artigo 56 do Código de Trânsito Brasileiro, em 1997, proibia o uso de corredor pelas motos. Mas esse tópico foi vetado na época. Atualmente, não há regulamentação, mas existem infrações e risco nesse tipo de conduta. O que tem em discussão no Congresso é o uso do corredor quando o trânsito estiver parado e com velocidade compatível com a via".

Saiba as possíveis autuações para quem usa o corredor no trânsito:

* Artigo 192 - deixar de guardar distância de segurança lateral e frontal entre o seu veículo e os demais: multa

* Dirigir ameaçando pedestres ou outros veículos: multa e suspensão do direito de dirigir - se o agente entender que há velocidade alta ameaçando a segurança viária

* Artigo 188 - não se deve transitar ao lado de outro veículo pertubando o trânsito.

Inspetor Hemerly lembra que, acima de tudo, está a segurança do motociclista. "A moto é um veículo versátil e no trânsito deve-se levar em conta fatores de risco, como travessia de pedestres, porta de algum carro abrir, alguém colocar o braço, por exemplo, para fora do carro. E aí está o perigo no uso do corredor. O motociclista deve se conscientizar que ele é parte frágil do trânsito".

Ver comentários