Notícia

Procon de Vitória e da Serra montam estratégica para fiscalizar venda de carne

A maior operação da história da Polícia Federal, a Operação Carne Fresca, colocou em xeque a qualidade dos produtos vendidos por gigantes do setor de carnes no país, apontou a participação de partidos políticos no esquema de corrupção, indicou o envolvimento de servidores públicos e deixou os consumidores sem saber o que fazer na hora de ir às compras. Com a informação de que selos de qualidade são carimbados em produtos adulterados, de que datas de validade foram modificadas e de que os órgãos de inspeção fechavam os olhos para questões de higiene e segurança alimentar, o receio frente aos produtos aumentou.

Mas, afinal, como os órgãos aqui do Espírito Santo estão lidando com essa preocupação? Em entrevista ao programa CBN Cotidiano, a gerente do Procon de Vitória, Herica Correa Souza, fala que ainda aguarda o envio de detalhes, como lote e produtos dos locais fiscalizados, para saber como proceder troca ou descarte:

Já o diretor do Procon da Serra, Sérgio Meneglhelli, disse que no município, os fiscais vão percorrer estabelecimentos para verificar condições de armazenamento das carnes, e selos de inspeção:

Ver comentários