Notícia

Barreira de proteção deve estar pronta até final do 1º semestre de 2019

A expectativa é da Agência de Regulação de Serviços Públicos do Espírito Santo

A Agência de Regulação de Serviços Públicos do Espírito Santo deve concluir o cronograma de instalação das barreiras de proteção anunciadas para a Terceira Ponte até o final do primeiro semestre de 2019. A expectativa é do Diretor Geral da agência (ARSP), Julio Castiglioni. Segundo ele, com o protótipo definido, uma consulta pública já será aberta a partir da próxima segunda-feira (17) para que cidadãos possam contribuir no debate do modelo sugerido. Logo após a consulta, será a etapa de licitação e depois a realização da obra de instalação. O custo estimado é de R$ 15 milhões e será assumido pelo governo do Estado, já que o contrato com a Rodosol não prevê a instalação destas barreiras. O modelo definido envolve a instalação de uma proteção feita de cabos de aço rígidos na vertical. 

Ver comentários