Notícia

Ministério da Saúde lança atlas sobre câncer causado pelo trabalho

Cerca de 37% dos casos poderiam evitados se não ocorresse contato direto com certos materiais como agrotóxicos e solventes

O Ministério da Saúde lançou o Atlas do Câncer Relacionado ao Trabalho no Brasil. O material permite o mapeamento da mortalidade para 18 tipos de câncer entre homens e mulheres, provocados por cerca de 900 agentes potenciais no ambiente de trabalho. Cerca de 37% dos casos poderiam evitados se não ocorresse contato direto com certos materiais como agrotóxicos e solventes.

No Espírito Santo, os dados do atlas - referentes ao período de 2015 - apontam que o coeficiente de mortalidade por câncer para homens é alto para a maioria dos tipos pesquisados, 10 dos 16. Já para mulheres, o coeficiente de mortalidade alto cai para 5 tipos dos 17 possíveis para o sexo feminino. No Estado, os homens ainda possuem mortalidade alta para o mesotelioma, um câncer totalmente causado pela influência da ocupação, pelo contato direto com amianto. Confira os detalhes na entrevista com a Diretora de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador, do Ministério da Saúde, Daniela Buosi.

Ver comentários