Notícia

Entidades dos Médicos querem selo de qualidade para cursos de formação

Este ano a certificação de qualidade será feita como teste. Selo vai selecionar as boas faculdades de medicina do país

O Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Brasileira de Educação Médica (Abem), vão criar um selo de acreditação – uma certificação de qualidade – para avaliar e qualificar as faculdades de medicina do país. As entidades acreditam que o Sistema de Acreditação de Escolas Médicas (Saeme), será futuramente um parâmetro para que os alunos possam escolher a faculdade para cursar medicina.

Atualmente, o Espírito Santo possui cinco faculdades de medicina, sendo uma pública e quatro particulares. Por ano são oferecidas 500 vagas e a mensalidade das faculdades privadas custa, em média, R$ 4,5 mil. Nesta segunda-feira (28), o presidente do CFM, Carlos Vital, apresentou o sistema de acreditação para médicos do Conselho Regional de Medicina (CRM-ES). Este ano a acreditação será feita como teste.

Trinta e uma faculdades serão voluntárias. De acordo com o presidente do CFM, o selo de acreditação vai selecionar as boas faculdades de medicina do país. Segundo ele, nos últimos anos, muitas faculdades foram abertas, mas sem qualidade, o que compromete a formação do profissional. “Posso lhe dizer de forma retórica, mas verdadeira, que se autorizou escolas de medicina neste país sem docência e sem decência”, disse à Rádio CBN Vitória.

Selo não tem poder sob os cursos

As entidades médicas não terão o poder de fechar as faculdades de medicina que não receberem a acreditação. Apenas o Ministério da Educação (MEC) tem esse poder. Mas, segundo Vital, o objetivo é mostrar qual faculdade prepara melhor o aluno. “O que se pretende não é fechar escolas, queremos qualificar o ensino médico. Porém, muitas escolas não vão se adequar, essas, certamente, a sociedade irá tirar da caixa, serão as maçãs podres”, destacou.

De acordo com o presidente do CFM, as avaliações começam no mês de abril e no início do próximo semestre as faculdades voluntárias já irão receber o selo de acreditação.

Ver comentários