Notícia

Seca faz Espírito Santo decretar situação de emergência

Na Grande Vitória, ainda não há risco de racionamento, apesar no nível do Rio Jucu está próximo do crítico, de acordo com o governo

Pela primeira vez na história, o governo do Espírito Santo decretou situação de emergência por causa da grave estiagem que atinge o Estado pelo terceiro ano consecutivo. Treze municípios estão sendo abastecidos com carro-pipa e nove fazem racionamento de água. Na Grande Vitória, de acordo com o secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto, ainda não há risco de racionamento, apesar no nível do Rio Jucu, que abastece a região, está próximo do crítico.

O secretário destaca que há três anos o Estado enfrenta problemas com a escassez de água, porém, nos últimos meses a situação piorou. Lavouras serão perdidas por falta de chuva. “Temos praticamente 29 municípios com situação extremamente crítica por conta da escassez de água. Se para a agricultura já estava muito ruim, pois no ano passado perdemos mais de 20% da safra, este ano vamos perder mais de 50% da safra. Além de estar ruim para a agricultura, as cidades começam a ter racionamento de água”, afirmou.

 

Enorme banco de areia no Rio Doce, que atravessa Colatina, no Noroeste do Estado, expõe o problema sério da seca que assola o município nos dias de hoje
Enorme banco de areia no Rio Doce, que atravessa Colatina, no Noroeste do Estado, expõe o problema sério da seca que assola o município nos dias de hoje
Foto: Raquel Lopes / A Gazeta

Renegociação de crédito rural

Segundo o secretário de Agricultura, com o decreto, o Estado pretende sensibilizar o governo federal e, assim, conseguir recursos para ajudar os produtores a renegociar crédito junto às instituições financeiras. A situação de emergência também permite que Estado e municípios realizem contratações de serviços e compras sem a necessidade de licitação.

Apesar de preocupante, Octaciano afirma que ainda não há necessidade de pensar em racionamento de água na Grande Vitória, porém, a população precisa poupar água, pois a chuva só deve cair com mais intensidade, no Espírito Santo, somente no mês de outubro. “Se a sociedade continuar fazendo o que fez no ano passado, economizando água, vamos conseguir passar por esse período de seca. Chegando em outubro, começa o período chuvoso e especialistas dizem que El Niño acaba”, disse.

No município de São Roque do Canaã, a 120 km de Vitória, o abastecimento acontece a cada quatro dias. O Córrego Seco e o Rio Santa Maria do Doce, responsáveis pelo abastecimento da cidade secaram. São três dias sem água e um com abastecimento.

Ver comentários