Notícia

Ex-prefeito de Vila Velha, Neucimar Fraga pretende voltar ao governo para "corrigir erros"

A coligação de Neucimar, "Por Amor a Vila Velha", reúne além do PSD, o PV, PROS, PT do B, PHS, PMN, PSC, PC do B e PP. O candidato a vice é Andinho Almeida (PV).

Após comandar a cidade de Vila Velha entre os anos de 2009 e 2012, o candidato Neucimar Fraga (PSD) destaca que, caso volte a comandar o Legislativo municipal, pretende “corrigir erros do passado”.

“Antigamente, no Brasil, se achava que para ser um bom governo se precisava do apoio de todos os partidos. E, quanto maior fosse a aliança, melhor seria o governo. Mas aprendemos que a melhor aliança é com o povo e setores organizados da cidade. Agora, nós construímos uma aliança em cima de projetos e propostas. Deixamos bem claro aos partidos que não temos compromisso de nenhum partido que vá ocupar espaço do nosso governo”, destaca.

Nesse cenário, a coligação de Neucimar, “Por Amor a Vila Velha”, reúne além do PSD, o PV, PROS, PT do B, PHS, PMN, PSC, PC do B e PP. O candidato a vice é Andinho Almeida (PV).

Em seu programa de governo, Neucimar Fraga defende ações que permitam a "retomada do crescimento" da cidade, tais como as políticas de controle fiscal e transparência e as políticas de mobilidade urbana e infraestrutura.

Alguns dos compromissos presentes em seu programa de governo estão reduzir o número de cargos comissionados existentes em, pelo menos, 10% do quadro atual e a criação de um conselho voltado ao combate à corrupção. Outras propostas destacadas são a da oferta de acesso livre e gratuito à internet em praças e locais públicos dos bairros.

Mobilidade urbana e infraestrutura

Antiga demanda da cidade, o problema de infraestrutura do município também é destacado no programa de governo do candidato do PSD. Entre eles estão o de garantir a continuidade de programas e projetos que visem redução de alagamentos e a ampliação da rede de tratamento e coleta de esgoto da cidade.

Também concorrem ao pleito de 2016, em Vila Velha, os candidatos Alan Cláudio Melo (PRTB), Max Filho (PSDB), Professora Liu Katrini (PSOL), Rafael Favatto (PEN), Rodney Miranda (DEM) e Vasco Alves (PPL).

Ver comentários