Notícia

Capixaba pode ficar tranquilo com carnes de frigoríficos do Estado, afirma Agricultura

"O consumidor pode ir com tranquilidade no supermercado, que vai estar comprando carne de qualidade", afirma o secretário Octaciano Neto, em referência aos consumidores capixabas

Secretário de Agricultura, Octaciano Neto
Secretário de Agricultura, Octaciano Neto
Foto: Guilherme Ferrari A Gazeta

Depois da deflagração da Operação Carne Fraca, que revelou um esquema de corrupção envolvendo fiscais do Ministério da Agricultura e produtores de carnes, muitas pessoas ficaram com receio de consumir o produto. A Polícia Federal investiga a adulteração de produtos e a venda de carne vencida e estragada. Vinte e um frigoríficos são investigados. Entretanto, o secretário de Estado de Agricultura, Octaciano Neto, afirma que o consumidor capixaba pode ficar tranquilo com relação as carnes que são vendidas no Espírito Santo.

“É lamentável o que ocorreu, mas isso não coloca em xeque nosso serviço de inspeção. O consumidor pode ir com tranquilidade no supermercado, que vai estar comprando carne de qualidade”, disse à Rádio CBN.

O secretário explicou que no Estado existem mais de 20 frigoríficos, porém, nenhum foi citado na Operação Carne Fraca. A fiscalização dos frigoríficos no Espírito Santo é feita por fiscais do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), órgão vinculado à Secretaria de Agricultura.

De acordo com Octaciano, a fiscalização ocorre antes do abate dos animais e depois do sacrifício. “A carne só sai dos frigoríficos após as análises e autorização dos fiscais agropecuários. Menos de 0,5% dos frigoríficos do Brasil está com possibilidade de algo errado. Quando a carne chega ao supermercado, ela já foi fruto de uma fiscalização anterior”, contou.

Nos supermercados, a fiscalização é feita pela Vigilância Sanitária Municipal.

Ver comentários