Notícia

Pente-fino no INSS pode economizar R$ 100 milhões no Estado

Mais de 80% dos casos analisados até agora não tinham necessidade de benefícios

Previdência Social: pente fino no INSS tenta evitar desperdício do dinheiro público
Previdência Social: pente fino no INSS tenta evitar desperdício do dinheiro público
Foto: Divulgação

O Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) pode ter uma economia de R$ 100 milhões por ano só no Espírito Santo com um pente-fino que é realizado desde o ano passado nos benefícios temporários. Até agora R$ 10 milhões foram economizados com o corte de 429 segurados do auxílios-doença e das aposentadorias por invalidez. Foram apontadas irregularidades em mais de 80% nos benefícios já periciados

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, há casos de pessoas que recebiam auxílio-doença há mais de dez anos, benefício que deve ser pago em poucos meses, até o profissional ter condições de voltar ao trabalho. Aposentadorias por invalidez também não são perpétuas e passam por revisão até o beneficiado completar 60 anos.

Do total, 4.571 benefícios por auxílio-doença e 22.754 aposentadorias por invalidez ainda passarão por perícia no Espírito Santo, segundo o Governo Federal. Os beneficiados são convocados por meio de carta e passam por vários processos, como avaliação médica.

Segundo o Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Gasparini Terra, o pente-fino não era realizado pelo governo anterior e é uma forma de diminuir os gastos públicos na crise. “Estamos fazendo um grande esforço para que se pague o que é devido, a pessoa tem direito, e não se jogue direito fora. Temos que ter responsabilidade para conduzir o processo, sem tirar direito nenhum, mas não estourar o caixa e ficar sem condições de pagar”, explica.

BOLSA FAMÍLIA

O Bolsa Família também está passando por um processo parecido de pente-fino e mais de 1 milhão de famílias já foram excluídas do programa por estarem fora dos critérios para receber o benefício. Entre 10 e 15 mil famílias foram cortadas no Estado, deixando espaço para acabar com a fila de espera existente até janeiro deste ano.

Em abril 172 mil famílias estão recebendo o Bolsa Família no Espírito Santo, de acordo com o Governo Federal. Outro recurso, o Benefício da Prestação Continuada (BPC), também está passando por pente-fino.