Notícia

Correios suspendem serviço de e-Sedex a partir desta segunda-feira

Os Correios acumulam dois rombos de 4 bilhões de reais nos últimos dois anos, com prejuízo de cerca de 2 bilhões de reais em 2016 e R$ 2 bilhões e 100 milhões em 2015

Os Correios não vão mais oferecer o serviço de e-Sedex. A medida começou a valer nesta segunda-feira. Com a descontinuação do e-Sedex, as lojas de comércio eletrônico com contrato com os Correios, ficam apenas com as opções de enviarem os produtos por PAC, Sedex ou Logística Reversa.

O E-Sedex foi lançado no ano 2000 e era o serviço de encomenda expressa dos Correios para produtos comprados pela internet e com até 15 quilos, com preços diferenciados para as lojas online que contratassem este serviço. A entrega era feita em até 3 dias.

Essa medida vale para todo o país, inclusive para o Espírito Santo. A assessoria dos Correios no estado não divulgou quantas pessoas e empresas serão impactadas com o cancelamento do e-Sedex, por considerar essas informações estratégicas para a instituição, uma vez que o segmento de encomendas é concorrencial.

Os Correios acumulam dois rombos de 4 bilhões de reais nos últimos dois anos, com prejuízo de cerca de 2 bilhões de reais em 2016 e R$ 2 bilhões e 100 milhões em 2015. A extinção do e-Sedex faz parte dos cortes de gastos que a empresa está fazendo para não correr o risco de ser privatizada.

Os Correios informaram ainda que prosseguem com a implantação de um novo serviço voltado às entregas de mercadorias compradas via internet, o Correios Log. No entanto, não foi informado quando o novo serviço entrará em operação.

Ver comentários