Notícia

Pesquisa mostra falta de atenção dos pais com as crianças

Psicóloga orienta que mesmo em momentos mais curtos, é necessário dar a atenção para os filhos, pois no futuro eles podem acabar prejudicados

Uma pesquisa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) mostra que a tecnologia e a falta de tempo vêm afetando a atenção dos pais com relação aos filhos. Os dados mostram que metade das crianças entre 3 e 4 anos de idade têm pais que não brincam e nem se envolvem no aprendizado dos filhos. São 40 milhões em mais de 70 países, segundo o Unicef.

A psicanalista Cláudia Pellegrini explica que as crianças não nascem com toda a parte psíquica e que é muito importante esse tipo de atenção, por parte dos pais, para que haja referências no futuro. “As estruturas são construídas a partir da interação da criança com o meio. As brincadeiras fazem parte do universo infantil. Na estrutura que a gente tem, quem funciona como primeiro mundo para a criança é a família”, exemplificou.

Melissa, a filha Cecília, e o marido, Augusto: domingos reservados para lazer
Melissa, a filha Cecília, e o marido, Augusto: domingos reservados para lazer
Foto: Kaique Dias | CBN Vitória

A psicanalista ressaltou que entre os principais motivos dessa situação são as novas formas de trabalho e as tecnologias, as quais os pais ficam mais tempo fora de casa. A bancária Melissa Foppa, de 38 anos, está sempre atarefada durante a semana. Ela escolhe os domingos para passear com a filha Cecília, de 3 anos, e o marido, Augusto.

“Nós não temos muito tempo durante a semana para esse tipo de atividade. No final de semana a gente tenta o máximo que pode, porque tem que ter isso. É necessário para o desenvolvimento da criança, para o afeto, para tudo”, disse.

O administrador Fábio Nunes, de 43 anos, mora em um apartamento com a esposa Vanessa e o filho Murilo, de 4 anos. Com muito trabalho e estudo durante a semana, os finais de semana são reservados para o lazer. “Cria esse âmbito familiar, esse contato. O tempo é corrido, se a gente não tirar um tempo para a família fica complicado, porque acho que é uma das nossas bases, assim como a religião”, opinou.

RECOMENDAÇÃO

A psicóloga Cláudia Pellegrini informou que mesmo em momentos mais curtos, é necessário dar a atenção para os filhos, pois no futuro eles podem acabar prejudicados, até fisicamente, com problemas como ansiedade e déficit de atenção.