Notícia

Estudantes pintam painel em albergue que acolhe pacientes com câncer

O projeto se chama "Memórias que Acolhem"

Alunos da Ufes pintam painel em albergue para paciente com câncer
Alunos da Ufes pintam painel em albergue para paciente com câncer
Foto: Caíque Verli

Para amenizar o sofrimento e deixar um ambiente mais familiar para pessoas com câncer, alunos do curso de design da Ufes se juntaram neste sábado (09) para pintar pontos turísticos do Espírito Santo em um painel artístico no albergue Martim Lutero, em Tabuazeiro, Vitória, que abriga gratuitamente pacientes do interior.

Os abrigados são pacientes que não estão internados, mas que fazem tratamento em hospitais da Grande Vitória e não têm condições financeiras para se manter na capital durante a semana.

O nome do projeto é "Memórias que Acolhem". O painel vai exibir pinturas de pontos turísticos capixabas, de Norte a Sul do Estado: Terceira Ponte, Convento da Penha, Porto e Igreja Velha de São Mateus, Cachoeira de Matilde, Pedra do Elefante e Mosteiro de Ibiraçu, entre vários outros. O objetivo, segundo o aluno Luiz Henrique Lima, um dos idealizadores da atividade e também voluntário do albergue, é criar um ambiente mais harmônico que ajude o paciente a lembrar do lugar de onde veio e se sentir mais em casa.

"O significado é a familiaridade. Eles estão em uma cidade que não conhecem, com no máximo um acompanhante. Então, eles não têm muita referência de casa, alguns são semi-analfabetos. Muitos se sentem perdidos", explica o estudante do 9° período.

Thais Alfeu ajuda a pintar painel em albergue para paciente com câncer
Thais Alfeu ajuda a pintar painel em albergue para paciente com câncer
Foto: Caíque Verli

Para a estudante Thaís Alfeu, do 1° período de design, o painel também é uma oportunidade dos pacientes conhecerem locais do Espírito Santo que ainda não podem visitar por causa do tratamento.

"Eles não têm condições de visitar, de fazer um tour por Vitória, por exemplo. Com o painel, vão sentir um ambiente mais agradável", comenta Thaís.

Também do 1° período, a aluna Liliana Martinelli acredita que um espaço recheado de afetos e lembranças das cidades de onde os pacientes são pode ajudá-los no tratamento. "Trazer a arte para cá é um estímulo maior para a esperança dessas pessoas de alcançar a cura".

A ação faz parte da atividade de uma disciplina do primeiro período do curso de Design da Universidade Federal do Espírito Santo. Os alunos tinham que usar o conhecimento aprendido na sala de sala em algum projeto social. A professora Bruna Wandekoken ficou comovida com a escolha dos universitários de pintar o painel no albergue e também botou a mão na massa.

Professora Bruna Wandekoken é professora de artes da Ufes e coordena atividade em albergue para pacientes com câncer
Professora Bruna Wandekoken é professora de artes da Ufes e coordena atividade em albergue para pacientes com câncer
Foto: Caíque Verli

"A arte tem a função de tocar, de tirar um pouco da dor, de fazer esses pacientes enxergarem outras possibilidades. Se, quando finalizar o painel, o paciente olhar e se sentir acolhido, a gente vai se sentir realizada" ressalta.

A mantenedora do espaço é a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, que conta com a ajuda de parceiros parar cobrir os gastos da instituição. O abrigo tem capacidade para receber aproximadamente 70 pacientes, que ficam hospedados no albergue de segunda a sexta-feira.

Ver comentários