Notícia

Praias de Meaípe e Areia Preta estimulam defesa contra câncer de mama

Estudo comprova que índice de câncer de mama em Guarapari é menor que em outras cidades do Estado

Areia monazitica de Guarapari
Areia monazitica de Guarapari

Depois de quase 10 anos de estudos, pesquisadores da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), descobriram que as praias da Areia Preta e Meaípe, em Guarapari, têm o poder de reduzir casos de câncer de mama. A atmosfera dessas duas regiões é rica em íons negativos e radiação, o que contribui para que o número de casos da doença no município seja bem menor que de outras cidades do Estado.

De acordo com o doutor em física nuclear e professor da Ufes, Marcos Tadeu D’Azeredo Orlando, dados fornecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) mostram que em Guarapari, para cada 1000 mulheres, 2 têm ou tiveram câncer de mama, contra 178 casos em Colatina e 141 em Linhares.

De acordo com o pesquisador, o estudo também comprova que a Praia de Meaípe tem as mesmas propriedades que a Praia da Areia Preta, pois as duas possuem a mesma quantidade de areia monazítica.

“É indiscutível, os dados são contundentes, estatísticos, de uma pesquisa extensa que fizemos. O nível de radiação lá, que gera essa atividade biopositiva é semelhante da Praia da Areia Preta, é da mesma ordem e tem a mesma dinâmica. Tem a mesma qualidade”, afirmou.

Leia também

O estudo comprovou que a Praia da Areia Preta tem 63 mil íons por cm³, contra 55 mil de Águas de Lindoia, em São Paulo, bastante procurada pelas águas termais que trata diversas doenças, como cálculos renais, artrites e dores crônicas.

O professor explicou que o efeito benéfico da areia monazitica não está em passá-la pelo corpo, como muitos acreditam, mas no ar, onde estão os íons e a radiação. Segundo Marcos, a radiação emitida pelas Praias de Meaípe e Areia Preta funciona como uma espécie de vacina, que cria proteção. Em muita quantidade, a radiação causa danos à saúde, porém, em doses pequenas, como as de Guarapari, o corpo cria resistência, como para o câncer de mama, por exemplo.

“O vírus é ruim? Sim. Mas tomamos vacina com vírus atenuado, ou seja, doses pequenas que levam seu organismo a apresentar uma resposta pronta e eficiente. Na radiação que tem lá, que é a radiação gama, é o mesmo efeito. As doses que têm nas praias são em níveis adequados para estimular a defesa”, salientou.

Os resultado da pesquisa serão divulgados para a população de Guarapari nesta segunda-feira (18). Agora, começa uma nova fase do estudo, onde os pesquisadores vão tentar descobrir se a ação monazítica também pode ser benéfica para outros tipos de doenças e qual o tempo de exposição ao ar de Meaípe e Praia da Areia Preta é necessário para garantir esse proteção nas pessoas. Essa fase do estudo deve ser concluída em dois anos.

Evento:

Resultados da Pesquisa Científica sobre Radioatividade Natural

Dia 18 de Dezembro, às 10h, no Hotel Guarapousada.

Ver comentários