Notícia

Casa que desabou era construção irregular, diz Defesa Civil

Uma mulher de 24 anos ficou ferida após dois cômodos da casa desabarem na madrugada desta sexta-feira (13)

Casa desabou em Vila Velha
Casa desabou em Vila Velha
Foto: Eduardo Dias

A engenheira da Defesa Civil responsável por avaliar o desabamento de uma casa no bairro Ilha das Flores, em Vila Velha, afirmou à CBN Vitória que a construção estava irregular. O acidente aconteceu na madrugada desta sexta-feira (13), por volta de 3h e deixou uma mulher ferida. A dona de casa Natália Lamas, de 24 anos, dormia no momento que dois cômodos da casa desabaram. Natália não teve ferimentos graves, foi resgatada por equipes do Corpo de Bombeiros e encaminhada para o Hospital São Lucas, em Vitória.

Segundo a engenheira da Defesa Civil, Mônica Simões, a estrutura de apoio da casa, que fica em um terreno inclinado, estava fora dos padrões de segurança exigidos.

"Fui lá mais cedo e constatei que fui uma construção irregular, sem orientação técnica. As vigas que ruíram não estavam amarradas na estrutura existente, que ficou em pé. Aí cedeu (parte da casa)", avaliou a engenheira.

Casa desabou em Vila Velha
Casa desabou em Vila Velha
Foto: Eduardo Dias

As consequências do acidente poderiam ser ainda mais graves, já que uma criança também estava dentro da casa. No entanto, a menina de 10 anos, enteada da vítima acidentada, conseguiu sair de dentro da casa e pediu socorro aos vizinhos.

Maria José Ferreira Augusto e o marido, vizinhos da casa que desabou, foram os primeiros a prestar socorro. Ela conta como tudo aconteceu.

"Fui um susto. Quando a gente saiu de casa, viu a menina aqui fora. Fui perguntar o que aconteceu e ela falou que a madrasta estava presa lá. E aí foi chegando gente. A menina ligou para pai, que está na Bahia, ele ficou desesperado. Mas tranquilizei ele dizendo que a menina estava bem e que estavam tentando tirar a mulher dele dos escombros", disse.

Durante boa parte da manhã, familiares foram ao local do desabamento para recolher móveis e outros pertences da família que ficaram na parte da casa que não desabou. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil vão avaliar outras casas da região para saber se mais alguma corre o risco de desabamento.

Ver comentários