Notícia

O café da manhã do capixaba está nove vezes acima da inflação

Os vilões foram a manteiga, o leite e algumas frutas

O café da manhã pesou mais no bolso do morador da Grande Vitória no último mês de março. Uma pesquisa mostra que, entre dezembro de 2017 e o mês passado, os itens consumidos na primeira refeição do dia tiveram um aumento quase nove vezes maior que a inflação registrada no mesmo período. Os vilões foram a manteiga, o leite e as frutas.

A pesquisa feita por estudantes e pelo coordenador de extensão da Faculdade Doctum, Paulo Cesar Ribeiro Silva, levou em consideração duas cestas: a mais simples, com pão, café, açúcar, leite e manteiga; e a mais completa que, além desses alimentos, também é composta por mamão, banana, laranja pera, achocolatado e queijo muçarela. A pesquisa foi feita em dez redes de supermercados da Grande Vitória.

Na cesta completa, o aumento dos preços entre dezembro e março chegou a 6,4%. No mesmo período, a inflação registrada pelo IBGE foi de 0,7%. Já a cesta simples teve alta de 2,4%. O mamão papaia, por exemplo, teve um aumento de 94,6%, explicado por problemas ligados a questões climáticas que impactaram a produção.

Marcos Malheiros percebeu aumento no preço da manteiga
Marcos Malheiros percebeu aumento no preço da manteiga
Foto: Rafael Monteiro de Barros

O aumento de preço mais notado pelo bancário Marcos Malheiros, de 54 anos, foi o da manteiga. “Eu não vi grandes variações. A única que percebi foi a da manteiga que, realmente, nunca consigo comprar pelo mesmo preço. Sempre tem aumentado.”

O preço do leite aumentou 7,5% no primeiro trimestre, enquanto a manteiga teve um acréscimo de 11,2%. De acordo com o professor Paulo Cesar Ribeiro Silva, esse aumento é explicado por uma estagnação dos preços no ano passado. No entanto, neste ano, o leite e seus derivados sofreram reajustes.

Segundo o professor, a tendência para as próximas semanas é que o preço do mamão recue, mas o valor do leite e de seus derivados não deve ter o mesmo comportamento. “Principalmente, o leite de caixa. Talvez a manteiga não tenha mais espaço para subir o preço porque ele já está em um patamar muito elevado, mas o queijo pode subir porque ele tem uma demanda mais volátil.”

Por outro lado, entre os dez itens pesquisados, houve dois que tiveram redução de preço. O valor do açúcar refinado caiu 15,5%, enquanto o achocolatado teve queda de 2,7%.

Ver comentários