Notícia

Com painéis a céu aberto, Vila Rubim quer atrair clientes e turistas

Depois de meses de imersão na cultura local, entrevistas com comerciantes e frequentadores da região, artistas estão pintando três painéis no local.

Vila Rubim recebe intervenção artística
Vila Rubim recebe intervenção artística
Foto: Caíque Verli

A Vila Rubim está ganhando uma cara nova na semana de aniversário dos 467 anos de Vitória. Quem passa pelo entorno do antigo galpão F percebe que o local está diferente: tem mais cores e ambiente mais alegre. A área do tradicional mercado da capital capixaba está passando por um processo de intervenção artística intitulado "Nossa Vila".

Quem está está à frente da novidade é o grupo “Cidade Quintal”, que já transformou locais como o Parque Tancredão e espaços do bairro Romão e do Morro da Floresta. As pinturas que já tomam conta da região não vieram de inspiração particular: elas são resultado de meses de imersão na cultura local, de entrevistas com comerciantes e frequentadores da Vila Rubim. Com essas informações, os artistas estão pintando três grandes painéis.

PAREDES SÃO MOLDURAS

Mesmo não concluída, a intervenção já vem conquistando a atenção de muita gente. Dois painéis, pintados em paredes dos comércios da Vila Rubim, já estão quase prontos. Um representa as festas que têm início com a compra de material no mercado, desde alimentos até os fogos de artifício; o outro mostra que tudo que o cliente procura, na Vila Rubim tem: artesanato, ervas medicinais, artigos religiosos, peixarias, entre muitos outros produtos.

O terceiro painel está sendo finalizado e destaca o mapa do Centro de Vitória. Esse é feito no chão do antigo galpão F, que teve que ser demolido após um incêndio em 2010 - reforçando que a Vila Rubim é o coração da capital.

SÍMBOLO E HISTÓRIA

Renato Pontelo, artista plástico e membro do grupo “Cidade Quintal”, explica que a intenção da obra é reforçar a identidade cultural da região. "Uma obra que jogasse junto com a Vila Rubim. Que as pessoas pudessem se identificar, se sentir pertencentes, se verem nesse trabalho para a Vila Rubim ficar mais bonita e mais interessante, por ser esse lugar tão simbólico e tão importante para o desenvolvimento da nossa cidade, para a história de Vitória".

O efeito das cores e novos dos desenhos é imediato na pessoas. Não tem como desviar o olhar quando você se depara com a pintura. O técnico de logística Israel Anseschi, cliente na Vila Rubi, ficou parado por minutos admirando os painéis. "Me chamou atenção pelo colorido, o pessoal trabalhando ali no sol, achei legal. A Vila Rubim é um museu a céu aberto, você acha tudo aqui. É um lugar que precisa dessa intervenção, precisa de cor, de arte. O pessoal aqui está muito carente disso".

Outra consequência, além da paisagem diferente, está ligada à atração de novos turistas e clientes. O vendedor João de Almeida trabalha no mercado há 16 anos e ficou animado com a novidade. "Ajuda muito, chama turista para cá, Ajuda nas vendas: o povo vê, olha a tinta, entra, compra alguma coisa".

A obra deve ficar pronta até a próxima semana. Os recursos para execução da intervenção totalizam R$ 70 mil, que vieram através de um edital da Secretaria de Estado da Cultura. A capital do Espírito Santo comemora 467 anos no dia 8 de setembro e é uma das cidades mais antigas do país.

Ver comentários