Notícia

Cais do Hidroavião é usado por usuários de drogas

O Cais do Hidroavião foi inaugurado em 1939, mas se encontrava em estado de abandono quando a reportagem foi ao local

O antigo Cais do Hidroavião, onde funcionava o primeiro aeroporto de Vitória, está sendo usado por usuários de drogas, segundo denúncias de moradores da região de Santo Antônio. Constantemente, os tapumes colocados pela Prefeitura de Vitória para proteger o local são retirados e o cais é invadido.

O Cais do Hidroavião foi inaugurado em 1939. Com uma área de 400 metros quadrados, o local tem o mesmo formato do avião 14 BIS, criado por Santos Dumont, e servia para aviões com flutuadores, que pousavam na água.

A reportagem esteve no local na quarta-feira (10) e o cenário era de destruição. O que se vê é ausência de portas, vidros quebrados e muito lixo ao redor, com mal cheiro que sai do Cais.

Quem mora perto do Cais teme pela segurança da família. Um morador que não quis se identificar diz que os vizinhos estão com medo de ficar na rua.

"Tem pai de família, tem criança, que sempre fica aqui brincando, mas não pode. Sempre tem um pulando lá dentro. É lamentando ver o patrimônio ser destruído. Está tudo quebrado lá dentro: vaso, azulejo, cerâmica, mármore. Quebraram tudo lá dentro".

Um outro morador, que também pediu para não ser identificado, lamentou o estado do Cais. "É um patrimônio que deveria ser melhor preservado, com um espaço para os moradores", opinou.

Após a denúncia da reportagem, a Prefeitura enviou uma equipe para limpar o local e recolocar os tapumes.

A Prefeitura informou ainda que lançou um edital para que uma entidade assuma a gestão e desenvolvimento de atividades no Cais do Hidroavião, voltadas para as áreas cultural, histórica, turística, de artesanato e de empreendedorismo sejam realizadas no espaço.

Após denúncia da reportagem, Prefeitura enviou uma equipe para limpar o local
Após denúncia da reportagem, Prefeitura enviou uma equipe para limpar o local
Foto: Divulgação

Segundo nota enviada pela administração municipal, a entidade arcará com os custos de reforma, restauro e revitalização do imóvel, incluindo seu passeio frontal, bem como a reforma do cais e a instalação de um flutuante para atracamento de pequenas embarcações.

A Prefeitura informou que está na fase de análise da documentação entregue pela entidade participante, que deverá criar um espaço para visitação e conhecimento da história do Cais do Hidroavião

Ver comentários