Notícia

PM terá base móvel em São Benedito e quer impedir "Baile do Mandela"

Ações para inibir a ação de criminosos no bairro foram anunciadas na manhã desta quarta-feira (10)

Homem armada em São Benedito
Homem armada em São Benedito
Foto: Reprodução

Dois dias depois de bandidos serem filmados andando armados tranquilamente pelas ruas do bairro São Benedito, em Vitória, o secretário estadual de Segurança Pública, coronel Nylton Rodrigues, informou as medidas que serão tomadas para inibir a ação de criminosos na região. O secretário anunciou, na manhã desta quarta-feira (10), que uma base móvel da PM, com cinco policiais, ficará na região de domingo a domingo. O veículo ficará estacionado próximo à pracinha do bairro, local onde foram feitas as imagens da exibição de armas.

Mesmo com a presença diária e da base móvel, Nylton Rodrigues afirmou que às quintas e sextas-feiras, sábados e domingos serão realizadas blitzes nas entradas do bairro. A intenção é acabar com a realização de eventos conhecidos como “baile do Mandela”, que levam dezenas de pessoas ao bairro aos finais de semana. As imagens da manhã da última segunda-feira aconteceram logo após o fim de uma das festas.

"Constantemente nós impedimos que esses bailes funk, aqui em São Benedito, aconteçam. Vamos intensificar, não vai acontecer. Acabou a baderna, acabou a bagunça. Estamos dedicados, estaremos com recursos aqui para não permitir", disse o secretário de segurança.

Nos próximos dias, o Batalhão de Patrulhamento de Áreas Elevadas da PM, especialista em atuar nos morros de Vitória, vai concentrar suas ações no bairro São Benedito. O secretário de segurança também afirmou que a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está priorizando a identificação dos indivíduos que aparecem nos vídeos e na localização das armas utilizadas.

Polícia Militar terá base móvel na pracinha do bairro São Benedito
Polícia Militar terá base móvel na pracinha do bairro São Benedito
Foto: Divulgação/Polícia Militar

SUSPEITOS IDENTIFICADOS

Três dos suspeitos que aparecem nos vídeos já foram identificados, mas nenhum deles está preso. Alexandre Costa Júnior, de 19 anos, já foi detido pela polícia e solto pela Justiça em 14 oportunidades. De acordo com dados da PM, 13 ocorrências dele aconteceram ainda na adolescência. Depois dos 18 anos, ele foi detido no dia 31 de maio deste ano, por tráfico e associação ao tráfico.

Leia também

Outro suspeito flagrado nas imagens é Marcos Vinícius Guimarães da Silva, de 21 anos. No vídeo, ele sorri com uma pistola em uma das mãos, caminhando com tranquilidade pela rua. Marcos Vinícius tem 12 detenções, apenas duas após ser maior de idade. As outras 10 foram atos infracionais quando era adolescente.

O terceiro identificado foi Jeferson da Hora Cordeiro, de 20 anos. Ele já foi detido quatro vezes durante a adolescência, por conta de tráfico de drogas. Após os 18 anos, ele foi detido no dia 18 de outubro do ano passado, enquadrado na Lei Maria da Penha.

O comandante-geral da PM, coronel Alexandre Ramalho, afirmou que apenas a presença da Polícia Militar não é suficiente para resolver a situação.

"Sempre que acontece esse fato, a única instituição cobrada é a Polícia Militar. Chegou a hora de envolver outras autoridades nessa questão. Estamos falando da entrada de armas de grosso calibre, armas de uso restrito das forças armadas. Estamos falando desse grupo de jovens que precisa ter um encaminhamento. Precisamos discutir isso além do papel da Polícia Militar", opinou o comandante-geral da PM.

A previsão da Polícia Militar é para que a base móvel na pracinha da comunidade comece a funcionar na tarde desta quarta-feira (10).

Ver comentários