Notícia

Martin Landau, vencedor do Oscar, morre aos 89 anos

Ator americano levou prêmio de melhor ator coadjuvante por "Ed Wood", de 1994, filme de Tim Burton. Landau também atuou na série "Missão Impossível", nos anos 60

Martin landau como Bela Lugosi em "Ed Wood"
Martin landau como Bela Lugosi em "Ed Wood"
Foto: Divulgação

Martin Landau morreu aos 89 anos, em Los Angeles, nos Estados Unidos. Vencedor do Oscar de melhor ator coadjuvante pelo filme "Ed Wood", de 1994, ele também particiou da série "Missão Impossível" nos anos 60.

Landau faleceu na madrugada de sábado (15). O ator estava em hospital e sofreu complicações inesperadas, após ser internado por um mal-estar, disse Dick Guttman, seu relações públicas, em comunicado, neste domingo (16).

Depois de receber duas indicações para o Oscar, pelos filmes "Crimes e pecados", de Woody Allen, e "Tucker", de Francis Coppola, Landau finalmente recebeu o prêmio em 1995. Ele finalmente levou a estatueta com grande atuação em "Ed Wood", de Tim Burton, onde interpretou Bela Lugosi, lendário ator que fez "Drácula".

"Meu Deus! Que noite. Que vida. Que momento. Que tudo!", disse Landau, ao vencer o Oscar, em 1995.

Começo da carreira

Nascido no Brooklyn (Nova York) no dia 20 de junho de 1928, Landau trabalhou como desenhista no jornal "New York Daily News" antes de começar a sua carreira como ator.

Influenciado pela obra de Charlie Chaplin, fez sua estreia na Broadway em 1957 e o seu primeiro papel importante no cinema chegou em 1959 com "Intriga Internacional" de Hitchcock.