Notícia

Sonhos mágicos e orquestrados no Dia das Crianças em Guarapari

Espetáculo "Sonho Mágico" ganha segunda edição com produção grandiosa e promete agradar a criançada

Foto: Divulgação

Clássicos da Disney, musicais da Broadway e séries, podem ser a mistura ideal para esse feriado. A fusão dessas histórias formam a base do espetáculo “Sonhos Mágicos”, promovido pelo maestro Inárley Carletti, que será apresentado hoje, no Multiplace Mais, às 18h. O musical terá 1h50 de duração e 22 cenas dividas em duas partes.

“Não há um padrão para a escolha. Vejo o que pode chamar mais atenção do meu público. Preciso agradar tanto crianças e adolescentes quanto adultos e idosos. Isso é bacana porque você leva a família toda para o espetáculo”, frisa Inárley.

Com abertura do seriado “Game of Thrones”, o concerto se desenvolve com peças da Disney e clássicos como “O Fantasma da Ópera”. Ele retorna para os dias de hoje som canções saídas de “Moana” e “A Bela e a Fera”.

parrudo

Ao todo são 217 artistas, entre corpo de balé, ginastas, cantores líricos, coral e orquestra, todos caracterizados. Segundo o maestro, enquanto as cenas estiverem no palco, as histórias originas serão transmitidas simultaneamente em um telão de LED. O novo show é mais completo e maior, segundo o maestro.

“No caso da Branca de Neve eu fiz uma releitura usando não sete anões, mas usando 10, com uma parte cômica em que ela conta os anões e vê que tem anões a mais, e alguns deles não são pequenos”, conta. “Eu sempre quis fazer algo diferente no Espírito Santo. Eu tenho formação clássica e vi que aqui no interior, como Guarapari, a gente não tinha muito público quando se falava no concerto do clássico. No musical é possível unir o clássico, o moderno e temas conhecidos pelas pessoas”, garante Inárley.

Foram quatro meses de preparação até o espetáculo ficar pronto. A seleção das músicas, os arranjos instrumentais, a escolha do artista ideal para cada personagem, o convite às companhias de balé, enfim, todos os outros procedimentos necessários para a realização de um concerto desse porte, é feito por ele.

“Na produção em si, que é muito grande, a gente divide o grupo em equipes. A gente vai organizando todo o elenco e toda a logística através dos componentes da companhia.”, explica o diretor.

A produção é 100% capixaba e busca alcançar um público bem distinto.

“Sempre me coloco no lugar do público, como espectador. Isso costuma dar muito certo!”, assegurou Inárley, que fez algumas participações na TV como no programa “Tamanho Família”, da Globo.

“Foi uma experiência fantástica, uma passo muito grande na minha carreira. E uma responsabilidade enorme de levar o nome do Espírito Santo para redes nacionais.”, conclui.

 

 

Ver comentários