Notícia

Torcedores tentam invadir o vestiário do Bangu e jogadores ficam feridos

Confusão começou após apito final da partida que terminou empatada em 2 a 2 diante da Desportiva Ferroviária, no Engenheiro Araripe, em Cariacica

Torcedores da Desportiva Ferroviária teriam tentado invadir o vestiário onde estavam jogadores e membros da comissão técnica do Bangu após o empate de 2 a 2, no estádio Engenheiro Araripe, em Cariacica, na tarde deste sábado. Logo após o apito final da partida, os atletas do Alvirrubro foram surpreendidos por várias pessoas forçando a porta de saída do vestiário e que dá acesso à entrada principal do estádio.

Atletas do Bangu são atingidos após confusão em vestiário do Engenheiro Araripe
Atletas do Bangu são atingidos após confusão em vestiário do Engenheiro Araripe
Foto: Bangu

O zagueiro Cleidson teve que procurar abrigo nos fundos do vestiário após ter tido a mão cortada por uma garrafa de vidro que teria sido lançada por um homem. Outro atleta machucado foi o volante Hygor. O técnico Roberto Fernandes e outros membros da comissão técnica também foram atingidos por pedras.

Confusão em jogo da Desportiva x Bangu
Confusão em jogo da Desportiva x Bangu
Foto: Assessoria/Bangu

"A Polícia Militar agiu imediatamente quando a gente chamou. Se não fosse a Polícia Militar a confusão seria muito maior. Foi uma coisa de doido. Quando chegamos eles (supostos torcedores) já estavam batendo na porta, nos vidros, quando o time estava se preparando para fazer a oração. Até o ponto que eles arrombaram a porta como as fotos mostram. A Polícia Militar agiu rápido. Se não fosse a Polícia Militar eu nem sei o que poderia ter acontecido", atestou um membro da comissão técnica da equipe do Rio de Janeiro.

Confusão em jogo da Desportiva x Bangu
Confusão em jogo da Desportiva x Bangu
Foto: Assessoria/Bangu

Demonstrando indignação com o ocorrido, o Bangu emitiu uma nota oficial de repúdio:

"É com tristeza que o Bangu Atlético Clube vem a público comentar um fatídico episódio que ocorreu com nossos atletas e funcionários neste sábado, 10, no Estádio Engenheiro Araripe, em Cariacica, Espírito Santo.

Nossos atletas e funcionários foram covardemente agredidos por bandidos travestidos de torcedores da Desportiva Ferroviária ao final do jogo entre as equipes. O vestiário em que estava a equipe do Bangu Atlético Clube foi arrombado e invadido por estes meliantes, armados com garrafas e outros objetos cortantes.

Não bastasse a invasão ora relatada, nosso atleta Hygor Guimarães foi covardemente agredido com uma garrafa de vidro e de grande periculosidade. O nosso zagueiro Cleidson teve corte em uma das mãos e nosso massagista Marcos Aurelio também foi vítima com um golpe pelas costas que deixou um relevo na região atingida.

Ressaltamos que o Bangu Atlético Clube não aceita que eventos como esse aconteçam e se repitam. O clube repudia qualquer ato de violência e aguarda providências das autoridades, inclusive as autoridades esportivas, no sentido que esses indivíduos sejam punidos. A todos os profissionais que passaram por este incidente desagradável, manifestamos apoio e solidariedade."

Confusão em jogo da Desportiva x Bangu
Confusão em jogo da Desportiva x Bangu
Foto: Assessoria/Bangu

A Desportiva também emitiu uma nota com sua versão dos fatos.

"A Desportiva Ferroviária, como direito de resposta aos fatos relatados pela delegação do Bangu Atlético Clube, vem a público informar a sua versão sobre o acontecido.

Segundo o clube visitante, torcedores grenás teriam arrombado a porta do vestiário - porta essa que fica voltada para a rua de fora do estádio Engenheiro Alencar Araripe.

Porém, na porta não há sinais de tal ato. Após os então torcedores baterem na porta, os jogadores do Bangu abriram a mesma e foram de encontro à eles na calçada do estádio.

Dentro do vestiário também não há nenhum indício de vidros como alega a delegação banguense.

A Desportiva Ferroviária vem lamentar o fato ocorrido e espera que o acontecido seja devidamente apurado. Também frisamos que somos contra qualquer tipo de violência no esporte."

Ver comentários