Notícia

Eles eternizaram a paixão pelos seus times do futebol capixaba na pele

Apaixonados pelos clubes do futebol local, essa turma carrega o escudo do time do coração com orgulho desenhado no corpo. Veja quem são eles!

Até que ponto pode ir o amor por um time de futebol? Coleção de camisas, recortes de jornal, pôsteres nas paredes de casa, ingressos de todos os jogos... enfim, difícil medir esse sentimento, mas há quem expresse de forma definitiva em linhas e traços na própria pele. É o que essa turma de torcedores do futebol capixaba fez por conta desta paixão. Eles eternizaram os escudos de seus times na pele e carregam com orgulho a imagem.

Torcedores capixabas que têm tatuagem dos times do Espírito Santo
Torcedores capixabas que têm tatuagem dos times do Espírito Santo
Foto: Guilherme Ferrari

Com 20 anos, a estudante Mariana Pirchiner escolheu um símbolo que tem um significado grande para ela ao fazer sua primeira tatoo: o escudo do Rio Branco. A decisão da estudante contrariou a mãe e até mesmo o tatuador, que precisou ser substituído.

Mariana Pirchiner fez a tatuagem no braço em forma de mostrar apoio a um momento ruim em que o Rio Branco passava
Mariana Pirchiner fez a tatuagem no braço em forma de mostrar apoio a um momento ruim em que o Rio Branco passava
Foto: Guilherme Ferrari
Rio Branco é para mim, depois da minha família e Deus, a coisa mais importante da minha vida.
Mariana Pirchiner, estudante

"Fiz em um momento de crise que o clube estava passando, como forma de demonstrar o meu amor e dizer que 'nunca vou te abandonar, mesmo nos dias ruins'. O Rio Branco é para mim, depois da minha família e Deus, a coisa mais importante da minha vida. Mas eu encontrei resistência. Minha mãe não gostou e o tatuador ficou me questionando porque eu ia tatuar um escudo de time, ainda mais de time capixaba. Tanto que escolhi outro para fazer, que aliás desenhou muito bem".

Tem também quem fez a tatuagem como forma de agradecimento por um pedido feito durante uma promessa. O estudante Bruno Chaves garantiu que se o Serra subisse para a elite do futebol capixaba este ano, ele deixaria marcado o escudo do time na perna. E o Serra não só subiu como foi campeão. Bruno cumpriu o prometido.

Bruno Chaves fez a tatuagem do Serra para cumprir uma promessa
Bruno Chaves fez a tatuagem do Serra para cumprir uma promessa
Foto: Guilherme Ferrari

"Desde pequeno sou Serra. E meu time merecia essa homenagem. Estive com o Serra em todos os momentos. Nos bons e nos ruins. Nas vitórias e até quando a arquibancada do Robertão caiu e infelizmente matou uma menina, em 2008".

Já abandonei minha própria festa de aniversário para ir em um jogo da Tiva
Wander Monteiro, eletricista

O eletricista Wander Monteiro é outro torcedor apaixonado pelo futebol local. Especificamente a Desportiva, que virou eterna no braço direito dele. "Eu largo tudo pela Desportiva. Já abandonei minha própria festa de aniversário para ir em um jogo da Tiva. É paixão que não se mede".

Wander Monteiro, torcedor da Desportiva que eternizou o amor pelo clube no braço direito
Wander Monteiro, torcedor da Desportiva que eternizou o amor pelo clube no braço direito
Foto: Guilherme Ferrari

Torcedor conhecido no Ninho da Águia, o historiador Léo Pinto tatuou o escudo do Vitória em seu braço esquerdo. E ele foi do contra, porque o pai era capa-preta. Mas por influência da avó, que era Vitória, a paixão foi a primeira vista.

Léo Pinto é torcedor do Vitória e, mesmo o pai sendo riobranquense, ele não trocou de time
Léo Pinto é torcedor do Vitória e, mesmo o pai sendo riobranquense, ele não trocou de time
Foto: Guilherme Ferrari

"Chama a atenção quando as pessoas veem a gente com tatuagem de time daqui. Tem uns dois anos que fiz. E junto do escudo tem o rosto do meu pai. é uma tatuagem com um significado forte para mim".

 

Ver comentários