Notícia

Tite ignora 'pitaco' de Capello, cita Bielsa, e David Luiz volta à Seleção

Zagueiro ganha primeira chance com Tite como treinador do Brasil. Italiano disse que defensor não sabe marcar

Divulgação / Lance

Um dos símbolos da Seleção Brasileira no ciclo que culminou com o 7 a 1 na Copa-2014 está de volta à equipe nacional. David Luiz ganha uma nova chance, a primeira tendo Tite como treinador da Seleção. Aquela cabeleira característica e o jeito extrovertido não foram os atributos que chamaram a atenção do treinador.

- Se o Marcelo Bielsa tivesse aqui, diria que é jogador polifuncional. É versátil. Tem mais de 20 jogos decisivos jogando como primeiro meio-campista - disse o treinador.

Se citou Bielsa pela declaração durante seminário na CBF realizado no começo do mês, Tite não se influenciou pelo ponto de vista de outro técnico participante, o italiano Fabio Capello. Na ocasião, ele disse que o 3-5-2 do Chelsea foi montado porque justamente David Luiz não sabe marcar.

Tite ainda fez questão de afastar preocupações sobre possíveis marcas negativas do 7 a 1.

- Eu procuro observar o momento dos atletas. O David tem 56 jogos pela Seleção, vive um grande momento, é oportuno - completou.

Fazendo parte de um Chelsea que ganhou o título inglês com sobras, David Luiz cresceu de rendimento atuando em um sistema com três zagueiros montado por Antonio Conte.

A última aparição de David com a Seleção Brasileira foi em março de 2016, com Dunga. Na ocasião, o Brasil empatou com o Uruguai por 2 a 2, em Recife. David levou amarelo e teve muito trabalho com Suárez.