Notícia

Trauco fala sobre importância de gol no Fla x Flu: 'Dá confiança'

Após voltar de amistosos com a seleção de seu país, lateral marcou o gol de empate no último minuto do clássico contra o Fluminense, no Maracanã, pelo Brasileirão

(Divulgação)

Depois de disputar dois amistosos com a seleção do Peru na última semana, o lateral-esquerdo Miguel Trauco retornou ao time titular do Flamengo no clássico contra o Fluminense. Ele marcou o gol de empate no último minuto, em um belo chute de fora da área. Na reapresentação do elenco, nesta segunda-feira, no Ninho do Urubu, o camisa 13 concedeu entrevista coletiva e falou sobre o tento, lembrando de outro, na estreia da Libertadores.

- São dois gols especiais. O outro foi na Libertadores e muito bonito. Ontem (domingo), também, foi muito bonito por ser um clássico. Isso me dá confiança para seguir somando ao time. Queremos sempre ganhar e vamos passo a passo para ganhar confiança - disse o peruano, que viu o Flamengo superior ao rival no clássico no Maracanã.

- Foi um momento muito bonito (o gol). Sempre quero ajudar a equipe, conseguimos o empate. Queríamos ganhar, mas o time do Fluminense também é forte. Foi empate, mas merecíamos ganhar - completou.

Guerrero também voltou da seleção, mas não teve uma boa atuação. Apesar disso, Trauco falou sobre a importância do compatriota e espera que o camisa 9 decida o jogo contra a Chapecoense, na próxima quinta-feira.

- Guerrero é um craque. Pode ter sentido o desgaste pelas partidas seguidas, jogamos em Arequipa (Peru) com a seleção. Mas todos sabemos da qualidade dele e esperamos que quinta ele esteja bem para nos ajudar - comentou.

Na próxima quinta-feira, Trauco fará seu primeiro jogo na Ilha do Urubu. Ele espera contar com o apoio dos torcedores para a equipe voltar a vencer no Campeonato Brasileiro.

- Não joguei lá, mas vi vídeos e estou impressionado de como está bonito. Obviamente, estou esperando a festa da torcida do Flamengo. É um estádio que temos que lotar, os torcedores do Flamengo tem que seguir ajudando e quinta-feira todos têm que ir - disse.