Notícia

Cãibras na coxa foram as responsáveis por adeus triste de Bolt

O médico da Jamaica afirmou que a queda do Raio foi o resultado de uma cãibra na parte de trás coxa esquerda

Divulgação / Lance

Em sua despedida nas pistas, no Mundial de Londres, Usain Bolt provou para o mundo que é humano. O último atleta da equipe a correr na final do revezamento 4x100m do Mundial de Londres sentiu cãibras na parte posterior da coxa esquerda e não conseguiu completar a prova.

Em um comunicado para a imprensa, o médico da Jamaica, Kevin Jones, explicou o ocorrido na pista.

Foi cãibra na parte de trás da coxa esquerda, mas muito da dor foi da decepção de perder a corrida. As últimas três semanas foram difíceis para ele, você sabe. Esperamos o melhor para ele - declarou ao Globoesporte.com.

Após sair da pista caminhando - recusou o auxílio de uma cadeira de rodas, Botl foi para o departamento médico. O velocista de 30 anos não deu entrevistas.

Neste domingo, está programado que o Homem mais rápido dom mundo faça uma volta olímpica no estádio londrino e receba uma parte da pista de Londres-2012. Ainda não se sabe se ele cumprirá com a programação.