Notícia

Após ouro e recorde, Paulo André mantém o foco no índice olímpico

Capixaba de 18 anos venceu o Troféu Brasil após correr os 100m em 10s18

A cada passada que dá durante as competições, o capixaba Paulo André Camilo reforça ainda mais o seu status de grande promessa da nova geração do atletismo brasileiro. O corredor deu mais uma prova disso na última sexta-feira, quando venceu a prova de 100m no Troféu Brasil, que aconteceu em São Paulo.

A medalha de ouro veio após Paulo André conseguir a melhor marca da sua vida e fazer o trajeto em 10s18. Com o tempo, Paulo André também quebrou o recorde sul-americano sub-20 da prova. Até então, o recorde pertencia ao brasileiro Vitor Hugo Santos, com o tempo de 10s22.

Paulo André venceu a prova dos 100m no Troféu Brasil, em São Paulo
Paulo André venceu a prova dos 100m no Troféu Brasil, em São Paulo
Foto: Ricardo Bufolin

Ainda que o tempo no Troféu Brasil tenha sido muito bom, o resultado em São Paulo poderia ser ainda melhor. E isso só não aconteceu porque Paulo André sentiu uma lesão muscular durante a prova e perdeu a aceleração nos 20 metros finais.

“A recomendação é parar (de correr), mas faltavam poucos metros para acabar a prova e eu resolvi continuar. Se eu estivesse com a corrida normal, com certeza iria abaixar o tempo e seria uma marca ainda mais expressiva. Se não fosse essa leve lesão, poderia ser bem melhor, porque os últimos 15 ou 20 metros definem muita coisa. Foi só um susto, estou bem e logo estarei de volta”, explicou Paulo André.

Paulo André venceu o Troféu Brasil
Paulo André venceu o Troféu Brasil
Foto: RICARDO BUFOLIN/CBAT

Com a volta ao Espírito Santo marcada para acontecer na noite desta terça-feira (13), Paulo André vai continuar a temporada de treinos em Vila Velha, sempre sob comando do seu pai e treinador, Carlos Camilo.

O foco do corredor a partir de agora está no Pan-Americano Juvenil, no Peru, que vai acontecer entre os dias 21 e 23 de julho. Essa será mais uma etapa de Paulo André em busca do seu maior objetivo: disputar a Olimpíada 2020, no Japão.

“O objetivo principal é chegar na Olimpíada, mas ainda ainda não estou satisfeito com o meu tempo. Para chegar na Olimpíada, preciso abaixar ainda mais o meu tempo. Para chegar lá, tenho que baixar o meu tempo dos 10 segundos”, disse Paulo André.