Notícia

De Venda Nova para o mundo: brutamonte ergue 250kg e vence Sul-Americano

Valentin Brandão levanta 250kg no terra, 190kg no supino reto e termina em primeiro lugar na categoria abaixo de 110kg. Mirela Cruz leva o ouro no feminino

Valentin Brandão disputou no mês passado a primeira competição da carreira: o Capixaba de Halterofilismo. Na ocasião, faturou as medalhas de ouro no levantamento de peso. A conquista dos títulos no Estadual motivou o atleta a ir em busca de novos desafios. Na última semana, brigando pelo pódio no Sul-Americano da modalidade, em evento que reuniu os melhores halterofilistas do país, no Rio Grande do Sul, Valentin levantou 250kg no terra, a melhor marca da carreira, e levou o prêmio do torneio. Além disso, ele ergueu 190kg no supino reto.

Valentim Brandão, halterofilista capixaba
Valentim Brandão, halterofilista capixaba
Foto: Acervo pessoal

“Foi mais um torneio que me serviu para ganhar experiência, aprender algumas técnicas com grandes nomes do esporte. Foi apenas a segunda vez que competi na carreira e posso dizer com toda certeza que estou satisfeito com minhas metas atuais, mas vou ainda mais além. Só lamento não ter chegado aos 200kg no supino, que era meu objetivo. Não consegui por conta da ansiedade e pressão que ainda sinto”, comentou o competidor.

Aos 26 anos, Valentin Brandão ressaltou que vem tentando encurtar a cada dia a diferença para os principais levantadores do mundo, o que o deixa cheio de esperança para lutar por medalhas no Mundial de Las Vegas, em novembro, e no Pan-Americano, que vai ser realizado na Argentina, em dezembro. Para chegar “voando” nos próximos compromissos, o capixaba tentará baixar seu peso corporal. Atualmente o atleta pesa 110kg.

“Será importante para eu aumentar gradativamente a quantidade de peso que pego. É que quanto mais leve eu estiver, mais peso levanto. Quero chegar no Mundial erguendo 210kg no supino e 300kg no levantamento terra. Para conseguir esses feitos, vou intensificar meus treinamentos, cumprir com as determinações do meu treinador, Zezinho, e continuar sendo acompanhado por grandes profissionais”, explicou Valentin.

Ela também é bruta

Atual campeã mundial na categoria open (até 75kg), quando levantou 160kg no levantamento terra, a capixaba Mirela Cruz cumpriu com a expectativa e representou com maestria o Espírito Santo no Sul-Americano. A atleta, que vem se recuperando de uma lesão no ombro, ficou no lugar mais alto do pódio no terra, sua especialidade, ao erguer 180kg. No supino reto, ela levantou 60kg e ficou com o bronze.

Mirela Cruz é atleta do levantamento de peso
Mirela Cruz é atleta do levantamento de peso
Foto: Acervo pessoal

“Estou há um ano na modalidade, que é pouco tempo, e já obtive resultados bem satisfatórios. No Sul-Americano participei das provas sem estar 100% bem fisicamente por conta da lesão que estou me recuperando. Mesmo assim, foi bom competir, saber como estão as outras atletas, como está o nível”, comentou Mirela.

Se Valentin Brandão promete intensificar suas atividades, já que treina na academia três vezes por semana, Mirela Cruz mantém uma rotina agitada de atividades desde quando começou a competir profissionalmente. A halterofilista revela que malha diariamente, sem pausa. Segundo ela, a meta é ganhar sem susto os campeonatos.

“Tenho o pensamento de ganhar o Brasileiro no Rio Grande do Sul, em agosto, o Mundial de Las Vegas, onde vou tentar o bicampeonato, e o Pan-Americano da Argentina, em dezembro. Sei que para chegar bem preciso estar treinada e pronta totalmente. As minhas maiores adversárias são as atletas da Finlândia, do Canadá e do Havaí”, finalizou.

Ver comentários