Notícia

Ouro no Pan de 2007, Diogo Silva reclama do descaso com o taekwondo

Ex-atleta olímpico, Diogo Silva vem a Vitória para um workshop no dia 22 julho, próximo sábado

Com duas Olimpíadas no currículo e 12 anos na seleção brasileira de taekwondo, o paulista Diogo Silva, de 35 anos, estará em Vitória para um workshop sobre o esporte, no dia 22 de julho. Além da troca de informações e da atualização ao público sobre as novas regras e formatos do taekwondo ele vai falar também da sua trajetória na luta, que lhe rendeu duas semifinais olímpicas e campeonato Sul-Americano, Pan-Americano e Mundial Universitário e Militar. O evento faz parte ainda do 4º Desafio Nacional de Taekwondo.

Diogo Silva foi atleta da Seleção Brasileira de Taekwondo por 12 anos
Diogo Silva foi atleta da Seleção Brasileira de Taekwondo por 12 anos
Foto: Divulgação

Taekowondo no Brasil

A Olimpíada no Brasil infelizmente não foi positiva para o taekwondo, por conta dos casos de corrupção na modalidade. Depois de 2012 as investigações começaram, mas só tomaram decisões depois de 2016 e tivemos uma preparação muito aquém para os nossos atletas. Muitos deles tiveram de custear do próprio bolso as viagens para as competições internacionais e isso refletiu na Olimpíada

Uma medalha em 2016

O Maicon Andrade salvou o taekwondo conquistando aquela medalha de bronze no Brasil, mas ele precisou se superar, porque não recebeu condições adequadas ao longo da sua preparação. E o pior é que com o fim dos Jogos no país, o Taekwondo vai ficar ainda mais de lado.

Digo Silva atua em projetos sociais de difusão do esporte educacional
Digo Silva atua em projetos sociais de difusão do esporte educacional
Foto: Divulgação

Crise política também afeta

Com a crise que o país vem enfrentando, o esporte acaba sendo muito prejudicado também. Já não temos incentivo, o Governo tem cada vez mais cortado as verbas destinadas ao esporte e o atleta que compete a nível internacional fica à mercê da cotação do dólar. Comprar passagem e viajar para competir fora fica cada vez mais difícil.

Brasil menospreza o esporte

O Ministério do Esporte nunca foi levado a sério, sempre foi uma troca de favores. E a base até a alta performance sofre com isso. O que nos resta é esperar as eleições 2018 para saber como o próximo Governo vai atuar. Diferente dos países de ponta, que usam o esporte como uma ferramenta social, de educação, diminuição da violência e parte da diplomacia, que faz com que os atletas de destaque levam o nome do país para o restante do mundo

Levantar a autoestima do atleta

Na palestra mesmo eu tento falar com os atletas de hoje sobre essa questão de autoestima. Porque quem pratica o taekwondo sabe que o judô é o carro chefe das lutas no esporte olímpico do país. 

Atletas do Espírito Santo

Conheço o Charles Maiolli há muito tempo. Já treinamos junto em Londrina-PR, Piracicaba-SP. Tem também o Guilherme Félix, que concorreu a vaga olímpica e é uma referência no Estado aí.

4º DESAFIO NACIONAL DE TAEKWONDO

Data: 23 de julho (domingo)

Horário: 9h às 17h

Local: Ginásio Jones dos Santos Neves

Endereço: R. Cel. Schwab Filho - Bento Ferreira, Vitória - ES

Inscrições até 15 de julho

Entrada gratuita

 

WORKSHOP COM DIOGO SILVA

Data: 22 de julho (sábado)

Valor: R$100 | Os atletas associados da Associação de Taekwondo da Grande Vitória têm desconto de 20%

Horário: 09h às 12h e 14h às 17h

Inscrições até 15 de julho

Local: Ginásio Jones dos Santos Neves

Endereço: R. Cel. Schwab Filho - Bento Ferreira, Vitória - ES