Notícia

Principal avenida de Colatina tem buraco do início ao fim

A avenida tem cerca de 4 quilômetros e, destes, quase a metade está cheia de buracos. Para conseguir passar, motoristas dirigem desviando e até andando na contramão

Foto: TV Gazeta

A Avenida Castelo Branco, em Colatina, Noroeste do Estado, liga três bairros da cidade, além de ser acesso a outras comunidade. Por isso, é uma das via mais movimentadas da cidade.

A avenida tem cerca de 4 quilômetros e, destes, quase a metade está cheia de buracos. Para conseguir passar, motoristas dirigem desviando e até andando na contramão. Além disso, os condutores acumulam prejuízos por terem que trafegar por uma via assim, cheia de problemas.

A Avenida Castelo Branco liga quatro bairro de Colatina, além de ser acesso para outras comunidades da cidade
A Avenida Castelo Branco liga quatro bairro de Colatina, além de ser acesso para outras comunidades da cidade
Foto: TV Gazeta

Os moradores relataram à equipe da TV Gazeta Norte que, há cerca de duas semanas, a prefeitura esteve no local e fez operação tapa-buracos. O trecho mais crítico, em frente à Escola Matilde Guerra, também recebeu os serviços. Mas pouco tempo depois os buracos voltaram!

Para a comunidade, o serviço não é bem feito, já que, com qualquer chuva, o asfalto abre novamente. A situação precária da rua também deixa os cidadão apreensivos, com medo que acidentes aconteçam.

OUTRO LADO 

A Prefeitura de Colatina foi procurada. A Secretaria de Obras disse que os reparo no asfalto vão ser refeitos. A previsão é de que os serviços comecem já nos próximos dias.

Seu direito

Indenização de R$ 20 mil

Uma consumidora de Vila Velha deve ser indenizada em R$ 20 mil, por uma companhia aérea, após atraso de mais de oito horas em um voo de Vitória para Guarulhos, São Paulo, onde seria realizada a conexão para Santiago, seu destino final.

No horário do embarque, a aeronave teria apresentado problemas por duas vezes antes da decolagem, levando ao cancelamento do voo, uma vez que a empresa não possuía avião reserva.

Para a Justiça, o atraso de voo por problemas mecânicos da aeronave representa não só o descumprimento da obrigação contratual do transportador, mas também um defeito do serviço, pois não atende à segurança oferecida pelo fornecedor e esperada pelo consumidor, revelando um mau funcionamento do serviço, que pode causar danos morais passíveis de indenização.

ENCRENCAS

Bairro dos problemas

“Está difícil a vida dos moradores do bairro Ipanema, em Viana. As ruas estão em completo estado de abandono: tem muito lixo espalhado, esgoto no meio da rua e animais como cavalos e cachorros, que andam livremente pelo local. Há mais de um mês, a Cesan começou uma obra, cavou a rua principal toda e deixou o problema lá! Por causa da lama, os ônibus não têm lugar certo para passar. São muitos problemas em um bairro só. Precisamos de ajuda!” - Thiago Lana, Viana

Em parceria com a TV Gazeta, fomos atrás de uma resposta. A Cesan disse que não tem obra no bairro Ipanema. Então, a responsabilidade foi toda para a prefeitura. Com a bola na mão, a administração de Viana explicou que o bairro está recebendo obras de saneamento básico que podem gerar transtornos, por isso, a administração pediu a compreensão dos moradores. A pavimentação deve ser refeita só quando as obras forem concluídas. Quanto ao lixo, a prefeitura disse que faz mutirões de limpeza que devem chegar ao bairro nos próximos dias. A Prefeitura de Viana não respondeu sobre os animais soltos pelas ruas.

Sem médicos

“Minha reclamação é sobre o abandono da Unidade de Saúde do bairro Porto de Santana, em Cariacica, onde faltam especialistas de várias áreas. Eu tentei marcar ginecologista e clínico geral, mas não consegui porque profissionais dessas especialidades não atendem no posto.” - Morador não se identificou, Cariacica

Segundo a Prefeitura de Cariacica, a Secretaria Municipal de Saúde realizou processo seletivo simplificado para a contratação de mais profissionais. No último dia 18, foi divulgada a classificação dos candidatos a serem chamados: 110 médicos e 53 técnicos de enfermagem. Neste mês de outubro, os profissionais foram convocados. A partir deste momento, eles terão quatro semanas para assumir o cargo, conforme determina a legislação. Tomara que algum desses novos médicos contratados seja encaminhado para o posto de Porto de Santana.

Ver comentários