Notícia

Paciente é esquecido dentro de tomógrafo em clínica da Serra

O curioso caso aconteceu em maio de 2015 e revoltou o paciente, que fez um boletim de ocorrência e acionou judicialmente a empresa

Com dores nas costas, o caldeireiro Ivanildo de Sousa, de 34 anos, foi orientado a realizar um exame. O procedimento foi marcado para as 22h30 na clínica Metropolitano Imagem, na Serra, e o paciente foi sozinho. O que ele não esperava é que o profissional responsável o esquecesse na sala do exame até as 6h da manhã.

O curioso caso aconteceu em maio de 2015 e revoltou o paciente, que fez um boletim de ocorrência na época e acionou judicialmente a empresa. "A orientação era de que o exame duraria de 30 a 40 minutos. Eu gritei, apertei o botão, cochilei, acordei, fiquei em pânico e sentindo dores. Eu não tinha noção de horas, então resolvi sair de dentro da máquina. Fui direto nos meus bens, olhei lá e eram 6h da manhã do dia seguinte", contou indignado.

Após o esquecimento, ainda desorientado e com a roupa com que tinha realizado os testes, o caldeireiro foi até a recepção para reclamar. "Eu estava muito exaltado. O pessoal do hospital viu que foi erro deles, vieram e ofereceram toda a assistência, me ofereceram até café da manhã", disse Ivanildo, que cobrou explicações da instituição.

A clínica Metropolitano Imagem confirmou o caso por meio de assessoria. A empresa informou ainda que o que aconteceu foi uma falha por parte do técnico, que foi imediatamente demitido. "O Metropolitano Imagem entrou em contato com o paciente, pediu desculpas e orientou que fizesse outros exames. Na época ele se mostrou compreensivo e aceitou as desculpas", explicou a assessoria.