Notícia

Professor cria filtro para água do Rio Doce

Projeto feito em conjunto com alunos ficou entre ganhadores de premiação nacional

Foi com vontade de mudar a realidade de onde vive que o professor Wemerson da Silva Nogueira, no Norte do Estado, ficou entre os 10 ganhadores da 19º edição do Prêmio Victor Civita Educador Nota 10. Através de um projeto com seus alunos, filtros estão sendo distribuídos a moradores ribeirinhos do Rio Doce, que foram afetados pelo rompimento das barragens em Mariana, Minas Gerais.

O professor, que dá aulas de Ciências na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Antônio dos Santos Neves, em Boa Esperança, se inscreveu na premiação nacional com o projeto “Filtrando as lágrimas do Rio Doce”. “O trabalho teve dois objetivos: melhorar o aprendizado dos conceitos de química e física e devolver 75% da potabilidade da água para uso diário”, afirma.

Filtros de Contenção de Retenção Minérios com materiais reciclados foram criados com areia e pedra. “Ao passar pelo filtro, a água fica transparente. Não pode ser usada para consumo humano, mas para as atividades da casa. Começamos com Regência, mas pretendemos ampliar para outros municípios afetados”, planeja o professor de Nova Venécia.

A ação, segundo ele, contou com o apoio de estações de tratamento de água, orientações de especialistas da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), além do empenho dos 50 alunos da 8ª série.

Criado em 1998, o Prêmio Educador Nota 10 reconhece professores da educação infantil e do ensino fundamental e também gestores escolares de todo o país.

Os trabalhos mostram a importância da aprendizagem de crianças e jovens e a tarefa de mantê-los numa boa escola, trabalho esse indispensável para a transformação deste país numa nação melhor e mais justa.

Os 50 finalistas recebem uma assinatura do site Nova Escola Clube com vigência de um ano. Já os 10 vencedores recebem R$ 15 mil, além da assinatura. Em outubro, durante a premiação oficial, os finalistas também concorrem ao prêmio Educador do Ano com um vale presente de R$ 5 mil para a escola onde aplicou o trabalho e R$ 5 mil para o educador.