Notícia

Mãe faz vaquinha online para pagar cirurgia de estrabismo da filha

A menina, de 6 anos, precisa fazer o procedimento antes de completar 7 anos

Isabella dos Santos tem 6 anos e precisa fazer uma cirurgia
Isabella dos Santos tem 6 anos e precisa fazer uma cirurgia
Foto: Arquivo Pessoal

Sem plano de saúde e condições financeiras de pagar uma cirurgia para a filha com estrabismo, uma mãe de Guarapari decidiu criar uma vaquinha na internet. A estudante Isabella dos Santos Rangel Pereira tem 6 anos e precisa fazer o procedimento antes de completar 7 para conter a perda da visão.

"O estrabismo foi descoberto quando ela tinha 5 anos. A Isabella fazia tratamento com tampão e óculos, mas o médico pediu para fazer um outro exame. Foi quando me falaram que o caso dela é só cirúrgico. Os médicos pedem para fazer antes dos 7 anos, que ela completa em 19 agosto de 2017, para garantir o maior sucesso da cirurgia", relata a mãe, a dona de casa Júlia dos Santos, 25 anos.

Júlia explica que o estrabismo traz problemas de visão à filha. "A médica fez um laudo. Esse problema dificulta a visão dela. A médica tapou o olho direito e o esquerdo já não enxerga bem por conta do estrabismo. Ela reclama que as vistas e a cabeça doem."

Além da saúde, a parte estética causa constrangimentos à menina, que cursa a primeira série do Ensino Fundamental. "Na escola tem os coleguinhas que, às vezes, riem dela por usar o tampão", conta a mãe.

Valor da cirurgia da menina Isabella dos Santos Rangel Pereira
Valor da cirurgia da menina Isabella dos Santos Rangel Pereira
Foto: Divulgação

De acordo com a dona de casa, o pai de Isabella é açougueiro e os dois não têm como pagar a cirurgia no valor de R$ 9,5 mil. "O médico já fez os exames nela tudo. Passou o risco cirúrgico. Eu tive a ideia de fazer a vaquinha na internet porque quero ver a minha filha bem."

SUS 

Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde informou que esta cirurgia é feita pelo SUS. "A paciente deve ir até a Unidade de Saúde mais próxima de sua residência, onde será avaliada por um profissional e encaminhada para especialista. Após a consulta, se houver indicação da cirurgia, a paciente será encaminhada para o hospital referência", concluiu. 

"Um médico que a atendeu disse que o SUS faz a cirurgia, mas no caso da Isabella é melhor não esperar porque está prejudicando a visão dela. E tem a questão da idade", explica a mãe.

TRATAMENTO

O oftalmologista de Isabella, Ricardo Cordova, explica que um olho da menina é deslocado para dentro. "Esse olho vai provocar uma imagem dupla no cérebro. Ou seja, vai ver duas imagens. Uma pelo olho que está na direção normal e outra pelo o que está na direção errada. Para que o cérebro dela não veja duas imagens, temos que colocar esse olho no ângulo certo".

Segundo o especialista, se a cirurgia não for feita antes dos 7 anos, esse olho vai ser chamado de preguiçoso e vai perder a visão gradativamente. "O cérebro vai anulando a visão até que ela chegue a zero. Se chegar a esse ponto, nós não temos mais como recuperar, mesmo com a cirurgia. A idade ideal para a cirurgia de estrabismo, quando indicada, é antes dos 7 anos. Até essa idade, é o período de amadurecimento das células da retina, principalmente as da mácula (parte central do olho). Após os 7 anos, como já ocorreu o amadurecimento dessas células, não é possível recuperar o que ela já perdeu de visão", complementa.

 

A ortoptista Emma Machado, que acompanha a menina, destaca a importância de realizar o tratamento pré-cirúrgico. Para os pais, de um modo geral, ela recomenda prestar atenção em qualquer mudança na visão e no olho dos filhos desde o nascimento. "Caso não apareça nada de diferente, o primeiro exame oftalmológico preventivo deve ser feito aos 4 anos de idade."

 

Ver comentários