Notícia

Homem assaltado 'caça' ladrão e consegue colocá-lo atrás das grades

Cabeleireiro ficou por quatro horas procurando o bandido; quando o encontrou, acionou a PM

Cabeleireiro de 40 anos foi assaltado em ponto de ônibus na Vila Rubim
Cabeleireiro de 40 anos foi assaltado em ponto de ônibus na Vila Rubim
Foto: Bernardo Coutinho | GZ

A persistência de um cabeleireiro de 40 anos após ser assaltado colocou um bandido atrás das grades, na madrugada desta segunda-feira (17), na Vila Rubim, em Vitória.

A vítima estava em um ponto de ônibus do bairro, no momento em que foi abordado pelo assaltante. Após ter os pertences levados e ser agredido, ele rodou mais de 4 horas até localizar o criminoso e acionar a Polícia Militar.

> Mulher é morta com tiro na cabeça na frente das filhas

O cabeleireiro, que preferiu não se identificar, contou que saía da casa da irmã e esperava o coletivo no ponto, quando foi rendido. “Eu ia para casa, em Porto Canoa, quando ele me abordou. Estava com a mão por baixo da camisa, fingindo estar armado, e me mandou entregar as coisas”, contou.

A vítima entregou o celular e a carteira ao assaltante que, insatisfeito, ainda agrediu com um soco no rosto o cabeleireiro, exigindo mais dinheiro.

Naquele momento, com medo de mais agressões, o cabeleireiro correu e o bandido fugiu. Porém, revoltado por ter perdido os pertences e ainda tomar um soco, ele resolveu tentar localizar o criminoso.

> Leia mais matérias policiais

“Eu rodei das 23h até as 3h30 da manhã, mais ou menos, em bairros como Vila Rubim, Caratoíra e Ilha do Príncipe, até que o achei em frente a um posto de gasolina”, contou.

Assim que viu o assaltante, o cabeleireiro ligou para o Ciodes 190 e uma viatura da PM foi até o local e prendeu o bandido.

Os envolvidos foram levados à 1ª Delegacia Regional de Vitória, onde a ocorrência foi confeccionada. Com o acusado, os militares encontraram somente a carteira de motorista da vítima.

“Infelizmente eu não consegui recuperar todos os meus pertences, mas pelo menos ele está na cadeia e espero que fique um bom tempo preso”, concluiu.