Notícia

Homem que morreu atropelado estava a caminho do chá de bebê do filho

Ele e o padrasto morreram logo após serem atingidos por um Sandero. Uma criança ficou gravemente ferida e foi levada ao hospital

Daimo e o padrasto foram atingidos pelo carro dirigido por Rogério Assis
Daimo e o padrasto foram atingidos pelo carro dirigido por Rogério Assis
Foto: Guilherme Ferrari

A família atropelada na Rodovia do Sol, em Vila Velha, no início da tarde deste domingo (8), ia para um chá de bebê. Dois homens morreram e uma criança de dois anos ficou gravemente ferida.

O motorista do veícul, Rogério Assis, disse que não se lembra do momento do acidente e foi levado para a delegacia. Ele se recusou a fazer o teste do bafômetro, foi multado em R$ 2.915 por dirigir embriagado, teve a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa. Orientado pelo advogado, ele não fez o teste do bafômetro, mas teria assumido a um tenente que ingeriu meia lata de cerveja.

Daimo Ramos de Souza, 29 anos, estava a caminho do chá de bebê do filho
Daimo Ramos de Souza, 29 anos, estava a caminho do chá de bebê do filho
Foto: Reprodução

O marceneiro Daimo Ramos de Souza, de 29 anos, seguia com o padrasto, Vitalínio José Cardoso, de 39 anos, para buscar a mãe, que veio de Brejetuba, Região Serrana do estado, para o chá de bebê do neto, e os aguardava em um ponto de ônibus de Vila Velha.

Os dois homens deixaram o carro, um Fusca, próximo ao posto e foram encontrar a mãe, Sonede Ramos de Souza, que saltou no ponto de ônibus errado e estava com uma criança, sobrinho de Daimo. Após encontrá-los, todos seguiram em direção ao posto para entrar no carro, quando foram atingidos pelo Sandero e lançados a alguns metros.

O motorista do Sandero, Rogério Assis, de 36 anos, estava voltando do futebol e seguia no sentido Guarapari, quando atingiu a família pelas costas. Ele foi encaminhado ao Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) e diz não se lembrar do acidente. Quando acordou, ainda no veículo, ligou para um amigo e contou que a polícia havia dito que ele atropelou as vítimas.

O chá de bebê aconteceria em Retiro do Congo, em Vila Velha, para onde Damio, a esposa e o filho de cinco anos haviam se mudado há dois meses. A esposa de Damio, que está grávida de oito meses, precisou ser socorrida após saber do acidente.

A criança foi encaminhada ao Hospital Infantil de Vitória com traumas na perna. A avó não ficou ferida.