Notícia

Juíza decreta prisão preventiva de motorista que atropelou família

Dois homens morreram na hora; uma criança de 2 anos foi levada para o hospital com traumas nas pernas e nos braços

Rogério Assis foi preso após atropelar uma família em Vila Velha
Rogério Assis foi preso após atropelar uma família em Vila Velha
Foto: Facebook

O motorista Rogério Assis, 36 anos, teve a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva, durante audiência de custódia realizada nesta segunda-feira (17). A decisão foi da juíza Raquel de Almeida Valinho, e Rogério permanece preso "para garantir a ordem pública, regular instrução processual e a aplicação da lei penal". 

Rogério Assis é o motorista que atropelou uma família na Rodovia do Sol, Vila Velha. Dois homens não resistiram aos ferimentos e morreram na hora. Uma criança de 2 anos foi socorrida e encaminhada para o Hospital Infantil de Vitória. O motorista, que trabalhava pelo aplicativo Uber, foi autuado por lesão culposa e homicídio culposo.

> "Ele falava: 'Neném, neném'", conta mulher que socorreu criança

Na delegacia, Rogério contou que o acidente ocorreu após ele sair de uma partida de futebol com amigos. No local, houve um churrasco e o motorista diz ter ingerido meia latinha de cerveja. Encaminhado ao Departamento de Polícia Judiciária (DPJ), e orientado por um advogado, ele se recusou a realizar o teste de bafômetro.

Família seguia para um chá de bebê, quando foi atingida pelo Sandero conduzido por Rogério Assis
Família seguia para um chá de bebê, quando foi atingida pelo Sandero conduzido por Rogério Assis
Foto: Guilherme Ferrari

Além das autuações, Rogério teve a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa e foi multado em R$ 2.915 por dirigir embriagado.

> Blitz da PM apreende CNHs por recusa ao bafômetro

O ACIDENTE

Dois homens morreram e uma criança ficou  ferida após serem atingidos por um Renault Sandero na Rodovia do Sol, na altura de Interlagos, em Vila Velha, no início da tarde deste domingo (8).

Daimo Ramos de Souza, 29 anos
Daimo Ramos de Souza, 29 anos
Foto: Reprodução

O marceneiro Daimo Ramos de Souza, 29 anos, seguia com o padrasto, Vitalino José Cardoso, 39 anos, para buscar a mãe, que veio de Brejetuba, região Serrana do Estado, para o chá de bebê do neto, e os aguardava em um ponto de ônibus de Vila Velha.

Os dois homens deixaram o carro, um Fusca, próximo ao posto e foram encontrar a mãe, Sonede Ramos de Souza, que saltou no ponto de ônibus errado e estava com uma criança, sobrinho de Daimo. Após encontrá-los, todos seguiram em direção ao posto para entrar no carro, quando foram atingidos pelo Sandero e lançados a alguns metros.

O motorista do Sandero, Rogério Assis, 36 anos, estava voltando do futebol e seguia no sentido Guarapari, quando atingiu a família pelas costas. Ele foi encaminhado ao Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) e diz não se lembrar do acidente.

Vitalino José Cardoso, 39 anos
Vitalino José Cardoso, 39 anos
Foto: Reprodução

O chá de bebê aconteceria em Retiro do Congo, em Vila Velha, para onde Daimo, a esposa e o filho de cinco anos haviam mudado há dois meses. A esposa de Daimo, que está grávida de oito meses, precisou ser socorrida após saber do acidente.

> Veja matérias sobre acidentes

A criança foi encaminhada ao Hospital Infantil de Vitória com traumas nas pernas e nos braços. A avó foi encaminhada ao Hospital São Lucas, em Vitória.