Notícia

Casal ganha gêmeos após perder filhos em acidente e faz homenagem

O pequeno Dobbs, de 2 anos, Gentry e Hadley, grávida de Reed, sofreram com o impacto da batida de um caminhão cujo motorista estava distraído, em maio de 2015, na Carolina do Norte

Um casal americano que perdeu dois filhos pequenos emocionou internautas ao anunciar a chegada de gêmeos. Gentry e Hadley Eddings batizaram os meninos em homenagem às crianças mortas em um acidente de trânsito — Isaiah Dobbs e Amos Reed levarão os nomes dos irmãozinhos que não tiveram a oportunidade de conhecer, Dobbs e Reed.

Pai segura filhos gêmeos após parto
Pai segura filhos gêmeos após parto
Foto: Reprodução | Facebook

O pequeno Dobbs, de 2 anos, Gentry e Hadley, grávida de Reed, sofreram com o impacto da batida de um caminhão cujo motorista estava distraído, em maio de 2015, na Carolina do Norte. A gestação estava no oitavo mês, e os médicos ainda conseguiram realizar o parto de emergência do bebê. O recém-nascido não resistiu aos ferimentos e morreu dois dias depois.

> CR7 posta foto em família e barriga saliente de namorada chama atenção

A família anunciou que os gêmeos e a mãe passam bem depois do parto. Uma foto cedida pelos parentes à imprensa mostra o sorriso de Gentry ao segurar nos braços os mais novos Eddings.

Os americanos perdoaram o caminhoneiro, Matthew Blair Deans, de 28 anos, e despertaram a alegria de internautas quando anunciaram a nova gravidez no Facebook. Na ocasião do acidente, o casal, muito religioso, contou que a fé os ajudaria a superar a dor e confiou que Deus tinha um plano para a família.

Dobbs e Reed morreram em acidente
Dobbs e Reed morreram em acidente
Foto: Reprodução | Facebook

"Acreditamos que podemos confiar em Deus mesmo quando é muito difícil. Nós só acreditamos. Nós temos que acreditar", ressaltaram após velar os dois filhos.

> Ensaio 'pegadinha' de casal capixaba faz sucesso na internet

Gentry é líder de adoração na Igreja de Forest Hills, em Charlotte. Hadley é professora do ensino básico na mesma instituição. Amigos arrecadaram o equivalente a mais de R$ 600 mil nos últimos dois anos para ajudar os pais, que doaram o montante à missão humanitária no Haiti em que atuaram, na América Central.