Notícia

Cursos ajudam a aumentar as chances de emprego

Especialistas apontam áreas promissoras na retomada econômica

O mercado de trabalho foi devastado pela crise econômica, que já deixou mais de 13 milhões de desocupados em todo o país. Conquistar uma vaga em meio a esse momento continua sendo uma tarefa desafiadora, mas com a realização de capacitações, é possível sair na frente e garantir uma oportunidade.

“Sei que o mercado de trabalho não está fácil. Por isso, estou fazendo curso para conseguir uma vaga mais rapidamente”, Matheus Gomes é estudante do curso técnico em automação
“Sei que o mercado de trabalho não está fácil. Por isso, estou fazendo curso para conseguir uma vaga mais rapidamente”, Matheus Gomes é estudante do curso técnico em automação
Foto: Carlos Alberto Silva

Para saber quais tipos de qualificações podem ampliar as chances profissionais, A GAZETA ouviu especialistas em Recursos Humanos e em educação, que listaram alguns cursos mais promissores diante da expectativa de retomada do cenário econômico.

Para consultores, uma das demandas do mercado é por candidatos que vão ajudar a dar sobrevida às empresas que atravessam turbulências com a crise. Por isso, cursos que auxiliem na gestão de pessoas e processos são muito bem-vistos nos currículos.

A gerente de Educação Profissional do Senac, Flávia Santos, cita qualificações como nas áreas de finanças, contabilidade, negociação e gestão. De acordo com ela, as empresas querem enxugar custos, maximar os resultados e se manterem competitivas, e os profissionais que forem capazes de agregarem isso aos negócios serão requisitados.

A diretora-executiva da Associação Brasileira de Recursos Humanos no Estado (ABRH-ES), Neidy Christo, complementa que capacitações na área comportamental também dão um impulso na carreira. “Cursos que trabalhem a liderança, a capacidade de negociação, a comunicação e o relacionamento interpessoal agregam muito e são importantes nessa hora em que as companhias estão se reestruturando.”

Agora, pensando nas áreas que prometem puxar a retomada da economia, como é o caso da construção civil e da indústria, o que não faltam são opções de cursos técnicos, de qualificação e aperfeiçoamento.

O gerente de educação e tecnologia do Sesi e Senai-ES, João Marcos Del Puppo, acredita que a partir do segundo semestre muitas construtoras vão começar a lançar empreendimentos, já que o estoque do mercado imobiliário está baixo, e contratar mão de obra.

“E o maior número de vagas costuma ser para carpinteiros, pedreiros, pintores, eletricistas, aplicadores de revestimentos, entre outros. E quem quer se preparar pode fazer cursos, que nesses casos duram cerca de três a quatro meses.”

Já para quem está de olho em um emprego em indústrias do Estado, os cursos técnicos em automação, elétrica, instrumentação e mecânica são boas opções. “As empresas estão ociosas e, assim que voltarem a produzir mais, precisarão de profissionais para fazer a manutenção e a operação das máquinas”, diz Del Puppo.

Matheus Gomes está atento a esse movimento do mercado e para conseguir o quanto antes um emprego, ele faz o curso de automação industrial no Senai. “Acredito que, com essa qualificação, vai ser mais fácil conseguir emprego.”

De acordo com a especialista em pessoas e carreiras e diretora da Curry Coaching, Gisélia Curry, alguns cursos nas áreas da saúde, estética e tecnologia também vêm sendo demandados pelas empresas. “O curso de técnico em radiologia e o de enfermagem, por exemplo, ajudam o profissional a conseguir um emprego até antes mesmo da conclusão.”

Quem está nessa expectativa é Tiago Diniz, que há pouco mais de um ano começou o curso de radiologia. Ele, que trabalha na área imobiliária, conta que sempre se interessou pelo segmento da saúde, mas que foi depois da crise que decidiu apostar na mudança.

“Minha renda caiu 35% nos últimos dois anos e, ao mesmo tempo, percebi que a saúde tem mais estabilidade em termos de trabalho. Então, decidi investir nesse curso”, diz Tiago que trabalha durante o dia, estuda à noite e aos sábados faz estágio na área radiológica.

Cursos para ajudar na carreira

Administração, Comércio e Serviços

Finanças/Contabilidade

Empresas valorizam profissionais que têm no currículo cursos nas áreas de finanças e contabilidade, uma vez que eles auxiliam o funcionário na tomada de decisão em relação à redução de custos e eficiência de resultados para o negócio, seja ele de pequeno, médio ou grande porte. Esse tipo de qualificação torna o profissional habilitado para buscar soluções que garantam a saúde financeira da empresa.

Gestão de pessoas/Coaching

O profissional, especialmente em cargo de gestão, mais do nunca precisa de ferramentas para exercer liderança assertiva, fazer leitura das intenções, atitudes e emoções do indivíduo. Realizar uma boa gestão das pessoas significa também construir uma equipe emocionalmente equilibrada e tecnicamente preparada.

Gestão de processos e Negociação

Especialmente em períodos de crise, profissionais com conhecimento nessas áreas assumem um papel importante na organização. Empresas estão atrás de pessoas capazes de lidar de forma eficiente com orçamentos, prazos, negociações com clientes e fornecedores. Tudo isso com objetivo de reduzir perdas e aumentar a produtividade da empresa.

Liderança e Relacionamento

Profissionais com cursos em Relacionamento, por exemplo, podem ajudar a empresa a evitar e prevenir os conflitos no ambiente de trabalho. Outro curso que pode fazer o profissional se destacar no mercado é o de Liderança. Cada vez mais, as organizações buscam menos chefes e mais líderes. Esse profissional em geral tem capacidade de motivar, reter talentos, persuadir, multiplicar conhecimento e alcançar bons resultados para a equipe e para a empresa.

Criatividade e Inovação

Ao contratar, a empresa quer alguém que faça diferente, que atue “fora da caixa e da zona de conforto do cargo”. Pessoas com cursos nessas áreas, em geral têm uma visão que agrega mais valor à empresa, com atitudes empreendedoras e que colocam a empresa à frente da concorrência.

Técnica de vendas e qualidade no atendimento ao cliente

Atualmente, uma das principais variáveis que diferencia uma empresa das demais é o acolhimento do cliente, a forma de resolver as dificuldades que surgem no cotidiano e a maneira de mantê-lo encantado. Por isso, ter profissionais com qualificação em técnicas de vendas e qualidade no atendimento ao cliente é uma vantagem competitiva para a empresa.

Indústria

 

Mecânico industrial

Capacitações nessas áreas serão mais demandadas com a retomada da economia. Muitas indústrias estão com uma elevada capacidade ociosa e aguardando a melhoria dos indicadores econômicos para voltarem a produzir. Quando essa produção voltar a crescer, quem estiver bem qualificado nessas áreas sairá na frente. Além disso, como muitas fábricas paralisaram alguns processos, é necessário que as máquinas e equipamentos passem por manutenções, o que irá requerer os serviços desses profissionais.

Construção civil

Técnico em edificações

Pedreiro

Carpinteiro

Aplicador de revestimento cerâmico

Pintor

Eletricista

Bombeiro hidráulico

O segmento da construção civil é um dos que promete abrir mais postos de trabalho assim que a economia melhorar. Em função dos baixos estoques de imóveis, muitas empresas já preparam lançamentos e, por isso, vão precisar de muita mão de obra. Para conquistar uma oportunidade no mercado de trabalho, é preciso estar atualizado e ser qualificado na área.

Tecnologia

Web design

E-commerce

Marketing digital

Segurança digital 

O segmento de tecnologia é um dos mais promissores do mercado e que requer que o profissional esteja bem antenado. Especialistas indicam esses cursos para quem não quer ficar para trás nesse mercado.

Estética

Técnico em estética

Massagista

Cabeleireiro e manicure

O setor de beleza e tratamentos estéticos não sofreu grandes abalos com a crise. Quem se identifica com a área, vai encontrar boas chances no mercado se o currículo tiver alguns desses cursos. Tanto salões quanto clínicas estão em busca de profissionais qualificados.

Saúde

Técnico em radiologia

Técnico em enfermagem

Auxiliar de saúde bucal

Cuidador de idosos

Quem se aperfeiçoa nessas áreas tem encontrado oportunidades no mercado. Com o envelhecimento da população e as pessoas buscando cuidar cada vez mais da saúde, as empresas vão procurar profissionais atualizados e capacitados. Cursos como os citados, em geral, não demandam um tempo de formação muito longo.

Não tem desculpa para não se capacitar

“Hoje, o profissional não tem mais desculpa para não se qualificar”. A frase categórica é da diretora-executiva da Associação Brasileira de Recursos Humanos no Estado (ABRH), Neidy Christo, e é compartilhada por outros especialistas em carreiras.

Para Neidy, dizer que faltam opções de cursos ou mesmo dinheiro já não cola no ambiente profissional. Segundo ela, existem muitas alternativas para quem quer turbinar o currículo. “Muitas associações e instituições de ensino oferecem cursos gratuitos ou com valores simbólicos. Então, a dica é pesquisar.”

A gerente de Educação Profissional do Senac, Flávia Santos, observa que na instituição é possível se qualificar a partir de R$ 100, conforme a duração e o perfil do curso. Mas ela lembra que sempre há programações gratuitas na entidade.

Para Maria Rita Sales Régis, psicóloga e sócia da Design Gente Consultoria, essa busca por conhecimento deve ser incessante. “Todos devemos nos qualificar sobretudo porque o mundo, as pessoas, os processos, as necessidades e expectativas mudam. Dessa forma, precisamos continuamente nos atualizar e ressignificar nosso olhar para o que ocorre no nosso entorno.”

A especialista em pessoas e carreiras e diretora da Curry Coaching, Gisélia Curry, comenta que a internet também virou um celeiro de oportunidades quando se trata de qualificação. “Existem muitos cursos on-line e que, inclusive, são bem aceitos pelo mercado. O profissional deve estar atento a o que é ofertado e não perder a chance de participar”, frisa Gisélia ao comentar que os trabalhadores não devem esperar a economia se recuperar plenamente para tomar essa inciativa.

Formada em Ciências Contábeis, Ariadne Paganini de Mendonça, segue à risca a orientação dos especialistas. Desempregada, ela faz dois cursos, ambos gratuitos, com objetivo de incrementar o currículo e voltar ao mercado de trabalho.

“Faço técnico em administração e técnico em Recursos Humanos. Gosto dessas áreas e, como elas se correlacionam, acredito que vão ser muito válidas para a minha carreira. E o bom é que não tenho custo nenhum, apenas das passagens. Mas aí vendo lanches para ajudar nas despesas.”

 

 

Ver comentários