Notícia

Obra do aeroporto de Vitória fica R$ 15 milhões mais cara

O novo acesso, que só deve ser concluído em outubro, aliás, é um dos motivos para que o novo Aeroporto de Vitória só seja entregue em dezembro

Pavimentação do acesso para o aeroporto será feita após aditivo contratual. Documento também garantirá construção de nova via da Adalberto Simão Nader
Pavimentação do acesso para o aeroporto será feita após aditivo contratual. Documento também garantirá construção de nova via da Adalberto Simão Nader
Foto: Fernando Madeira

O fim das obras do novo Aeroporto de Vitória estava previsto para o dia 26 de setembro deste ano. Mas, faltando apenas 101 dias para a data, muitas intervenções ainda precisam ser feitas para que a nova pista e o novo terminal de passageiros comecem a funcionar. A mais importante delas é a pavimentação da nova via de acesso ao Eurico Salles, que será pela Avenida Adalberto Simão Nader. A intervenção, segundo fontes ligadas ao projeto, deve elevar em mais R$ 15,7 milhões o valor a ser gasto na construção.

O novo acesso, que só deve ser concluído em outubro, aliás, é um dos motivos para que o novo Aeroporto de Vitória só seja entregue em dezembro, ou seja, com mais três meses de atraso.

A construção dessa malha viária não estava contemplada dentro do contrato de construção assinado em 2014 entre a Infraero e a construtora JL, por isso a necessidade de um aditivo. Um termo já está em análise para que as modificações sejam realizadas. O acesso deixará de ser pela Avenida Fernando Ferrari e passará para a Adalberto Simão Nader, que ganhará uma nova faixa.

O termo aditivo deve aumentar em 3% a conta, estimada em R$ 523,5 milhões, indo a R$ 539,2 milhões. Sem confirmar o valor adicional a ser gasto, a Infraero explica que será responsável pelas obras no terreno do aeroporto, como a construção da nova via, da calçada e da ciclovia, enquanto que as medidas externas ficarão a cargo da Prefeitura de Vitória.

Mesmo ainda não tendo assinado o aditivo, a Infraero explica que a terraplanagem do local já começou.

O presidente da JL, João Luiz Felix, também afirma que a empresa tem feito a limpeza do terreno, com a retirada da vegetação. “É uma vegetação leve. Como temos mão de obra ociosa, decidimos adiantar esse serviço antes de uma definição sobre o aditivo. Até o final do mês, essa questão deve estar resolvida e poderemos fazer o asfalto e as outras obras”.

Felix explica que a obra da nova via de acesso será algo rápido. “Devemos concluir até outubro, pois, a partir desse mês, os lojistas começam a entrar no novo terminal de passageiros para prepararem suas lojas para a inauguração do aeroporto”.

ATRASO

No dia 6 de junho, a Infraero admitiu que a entrega do empreendimento não iria mais ocorrer em setembro. A estatal informou que o novo prazo para encerrar a ampliação será somente em dezembro. Na prática, é possível que o novo terminal e a nova pista só estejam aptas a funcionar a partir de janeiro do ano que vem. O prazo de setembro deste ano foi estipulado em junho de 2015 pelo então ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha.

Em nota, a Infraero disse que as obras da pista e do terminal estão 80% concluídas. A estatal acrescentou que cerca de 1.350 pessoas trabalham no local em três turnos para evitar atrasos.

Os funcionários estão concluindo a pavimentação asfáltica, o balizamento luminoso da nova pista, a instalação de pisos, de ar-condicionado, da infraestrutura elétrica e dos itens de combate a incêndios do terminal. As próximas etapas, segundo a estatal, também foram iniciadas e consistem na instalação das pontes de embarque, dos elevadores, das escadas, das esteiras de bagagem, da sinalização horizontal e vertical, além de acabamentos internos e externos do terminal de passageiros. “Também já estão em execução as guaritas, a área de apoio aos taxistas, cercas operacionais e patrimoniais. Por fim, serão realizadas as instalações dos sistemas de navegação aérea”, disse em nota.

A novela

Promessa. Há mais de dez anos, o novo Aeroporto de Vitória é prometido. Em 2005, o então presidente Lula garantiu que o terminal estaria pronto até 2007.

Irregularidades. Mas, em 2008, o Tribunal de Contas da União (TCU) identificou irregularidades e paralisou as obras.

Nova data. Em junho de 2015, uma nova data foi colocada: setembro de 2017. Mas a entrega agora está prevista para dezembro.

Obras. Está em execução a pavimentação asfáltica, colocação de equipamentos, como pontes de embarque, elevadores, escadas e esteiras de bagagem.

Alterações no trânsito começam em novembro

Alterações no trânsito começam em novembro
Alterações no trânsito começam em novembro
Foto: Infografia | Genildo

Uma série de mudanças ocorrerá no trânsito para que uma nova via de acesso ao Aeroporto de Vitória seja construída na Avenida Adalberto Simão Nader. Essas alterações, segundo a Secretaria de Desenvolvimento da Cidade, Lenise Loureiro, foram aprovadas há duas semanas entre a prefeitura e a Infraero. A parte que caberá ao município deve começar em novembro.

A faixa da Adalberto Simão Nader que hoje está no sentido Goiabeiras-Praia de Camburi será uma via local, com velocidade de trânsito reduzida e com vagas de estacionamento em 45 graus.

As faixas que hoje ligam Camburi a Goiabeiras terão o sentido invertido, ou seja, passarão a receber o trânsito da Fernando Ferrari em direção a Dante Michelini.

Uma nova via será construída num pedaço da área que hoje pertence à Infraero e não será mais paralela ao sentido oposto. Ela, que receberá o tráfego da Dante Michelini em direção à Fernando Ferrari, além de fazer a ligação com o terminal, em alguns trechos, contará com até cinco faixas.

Com a nova configuração, apelidada de “cebolão” pelos técnicos, será possível fazer o retorno ou entrar nos bairros Mata da Praia, Bairro República e Morada de Camburi com mais facilidade.

Lenise explica que as mudanças no trânsito devem começar apenas quando a Infraero finalizar a construção das vias de acesso ao aeroporto. “São poucas obras. Vamos fazer adequações no canteiro central. As principais intervenções serão nos semáforos. Em alguns trechos será necessário fazer a inversão dos sinais”, explica.

A prefeitura já iniciou o orçamento dos gastos com essas alterações que ocorrerão no trânsito da região. O modelo do sistema viário contemplará ainda uma ciclovia de aproximadamente três quilômetros, ligando as avenidas Fernando Ferrari e Dante Michelini.

“O projeto está pronto, mas estamos dando alguns toques na proposta. A prefeitura só assumiu as mudanças na área externa. A nova via, que ficará no terreno do aeroporto, será feita pela Infraero, assim como a ciclovia e a calçada para pedestres”.