Notícia

Austrália já tem mais cangurus do que australianos

A quantidade de marsupiais no país ultrapassa a de australianos e ameaça biodiversidade

Os cangurus estariam consumindo a vegetação destinada para outros animais da região
Os cangurus estariam consumindo a vegetação destinada para outros animais da região
Foto: Pixabay

Australianos têm sido incentivados a consumirem mais carne de canguru como uma forma de controlar a população do animal no país, que gira em torno de 50 milhões. Ecologistas locais afirmam que o número de animais se tornou insustentável: dobrou em seis anos. Atualmente, são dois marsupiais para cada um australiano.

Estimativas do governo apontam que haviam, ao menos, 45 milhões de cangurus, o que significa quase o dobro da população da Austrália. Em 2010, esse número correspondia a cerca de 27 milhões. Acredita-se que o crescimento constante está ligado à fatores ambientais, alta de chuvas resultando em mais comida para os animais.

Leia também

A Austrália tem regras duras com relação à caça do canguru, cada estado tem uma cota de caça comercial baseada em índices de sustentabilidade. Por conta de baixo valor de compra da caça e pouca demanda, tais cotas não estariam sendo atingidas, indica a mídia local.

Em geral, a carcaça e o couro do canguru são utilizadas e comercializadas, mas a carne, não. A explicação estaria no fato de que o animal é o símbolo do país, por isso, consumir sua carne não é um hábito comum. É vista ali até como uma carne “turística”.

Especialistas estão agora sugerindo que os australianos cacem o marsupial com o objetivo de reduzir esses números, mas que não desperdicem a carne.

A explosão populacional de cangurus também envolve uma ameaça a biodiversidade local, já que os marsupiais estariam entrando em propriedades e comendo a vegetação destinada a outros animais. Por outro lado, organizações que lutam pelos direitos dos animais apontam que a solução seria esterilizá-los ou realocá-los, mas não consumi-los.

Ver comentários