Notícia

Ao custo de R$ 3,3 milhões, MPES quer impedir festa de São Mateus

Na ação o MPES justifica que direitos fundamentais prioritários e necessidades básicas da população serão afetados

Segundo a própria prefeitura, o custo do evento é de R$ 3.353.000,00
Segundo a própria prefeitura, o custo do evento é de R$ 3.353.000,00
Foto: Reprodução/TV Gazeta

Nesta terça-feira (12), o Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) entrou com um pedido de liminar na Justiça para impedir que a festa do aniversário de São Mateus, Norte do Estado, seja realizada com o dinheiro público. Na ação o MPES justifica que direitos fundamentais prioritários e necessidades básicas da população serão afetados.

Segundo a própria prefeitura, o custo do evento é de R$ 3.353.000,00. O valor divulgado pela prefeitura seria para contratação de infraestrutura e trios elétricos, sem incluir a contratação de shows. São pelo menos quatro atrações nacionais.

O MPES requer que as atividades de montagem de estruturas no parque de exposições, onde será realizada a festa, sejam interrompidas e que não seja efetuado o pagamento das estruturas com dinheiro público. Caso descumprido, pede o bloqueio liminar de cerca de R$ 3,5 milhões, sujeito à multa pessoal ao prefeito em igual valor.

Indignados com o gasto de mais de R$ 3 milhões na festa, moradores do município se manifestaram por meio de mensagens. Veja algumas:

"Nos últimos dias foi divulgado que a cidade de São Mateus terá a festa da cidade após três anos. No entanto, solicito que seja investigada, pois a cidade passa por uma imensa dificuldade hídrica e a população não suporta mais receber água salgada e pagar por água doce".

"Gostaria muito que a secretaria de Cultura e Turismo desse alguma explicação, uma vez que a cidade passa por um colapso financeiro e grave crise hídrica".

"Só outra observação importante: o tema da festa é 'água'. Com dois milhões era possível mitigar o problema de abastecimento, limpar as ruas da cidade (está parecendo um lixeiro), tampar os milhares de buracos das ruas. Será que a administração pública não tem vergonha de passar no centro da cidade e ver aquela cratera?"

A festa do aniversário de São Mateus está marcada para os dias 21 a 24 de setembro. O pedido do Ministério Público do Estado ainda está sendo analisado pela Justiça. A Prefeitura de São Mateus ainda não se manifestou sobre o assunto.

Com informações da TV Gazeta Norte

Ver comentários