Notícia

Produtores de queijo têm nova aposta para alavancar produção e vendas

A Cooperativa Agroindustrial de Acioli é aguardada por dezenas de produtores da região; produção diária de 3 mil litros de leite pode subir para 20 mil

Foto: Brunela Alves

A inauguração da Cooperativa Agroindustrial de Acioli (COAAC), no distrito de Acioli, em João Neiva, região Norte do Estado, é aposta de 45 produtores rurais cooperados da região para a produção e comercialização de vários tipos de queijos e derivados. Localizada estrategicamente às margens da BR 259 e a 100 quilômetros de Vitória, a cooperativa tem inauguração prevista até o final do ano, de acordo com o presidente Edmar Favarato.

Leia também

“Acioli é a terra do queijo aqui no Estado. Todos os produtores faziam queijos, mas não poderiam comercializar fora daqui. Com a cooperativa, eles vão trazer o leite até aqui para fabricarmos o queijo e divulgar nossa cidade e produto para todo o Estado porque teremos o selo Estadual de Inspeção da Vigilância Sanitária. Aguardamos os equipamentos que devem chegar em breve do Rio Grande do Sul para inaugurarmos”.

A produção diária atual dos cooperados é de cerca de 3 mil litros de leite e, com a cooperativa, a previsão é de ampliar essa capacidade para 20 mil litros de leite por dia.

O produtor rural e associado Daniel Favarato, 53 anos, há 10 anos fabrica em sua propriedade cerca de 30 peças de queijo frescal por dia, de forma artesanal, e espera que a abertura da cooperativa possa agregar valor ao produto.

Foto: Brunela Alves

“Hoje tenho 25 vacas que produzem 150 litros de leite por dia. Com a cooperativa, faremos o queijo de melhor qualidade e dividiremos os custos e lucros entre os associados”, disse.

Outro cooperado, que também está animado e começou a investir em melhoramento genético para aumentar a produção de leite e vender para a cooperativa, foi o produtor rural Edilson Favarato, 53 anos.

“Já estou investindo em melhoramento genético e pastagem para o gado, com milho e capim, para aumentar a capacidade de produção de leite das minhas vacas. Hoje possuo 40 vacas do tipo girolando, na qual tiro 250 litros de leite uma vez por dia. Assim que a cooperativa for inaugurada, o preço do leite deve melhorar e, com isso, pretendo chegar tirar leite duas vezes por dia e chegando a pelo menos 400 litros”, disse.

Edimilson começou a investir em melhoramento genético para aumentar a produção de leite e vender para a cooperativa
Edimilson começou a investir em melhoramento genético para aumentar a produção de leite e vender para a cooperativa
Foto: Brunela Alves

OS PASSOS PARA CHEGAR À COOPERATIVA

Antes de ser cooperativa, os produtores formaram a Associação de Produtores Rurais de Leite de Acioli em 2009, com cerca de 20 produtores, mas, após capacitações do Sebrae, com cursos de associativismo, capacitação rural e cooperativismo, eles formaram a COAAC em 2010.

“Conseguimos recursos de uma fundação bancária de R$ 250 mil e do governo do Estado conseguimos a terraplanagem da área e um financiamento do Bandes de R$ 1,5 milhão para finalizar a obra. Além disso fizemos cinco festas do queijo também para arrecadar dinheiro. Acreditamos que a cooperativa vai melhorar a qualidade de vida do produtor e melhorar o valor de comercialização do leite e agregar valor aos queijos e derivados, trazendo, inclusive, a inovação de queijos maturados”, disse Edmar Favarato. 

 

 

Ver comentários