Notícia

Ex-presidente do PT ganha direito de resposta

Genivaldo Lievore questiona reportagem publicada por A GAZETA em novembro de 2015

Genivaldo Lievore
Genivaldo Lievore
Foto: Arquivo

DIREITO DE RESPOSTA

Em cumprimento à sentença do Poder Judiciário do ES em ação de direito de resposta à matéria inverídica publicada no jornal A Gazeta, no dia 26 de novembro de 2015, página 25, sobre a prisão do então senador Delcídio do Amaral.

Em nenhum momento defendi o ex-senador e critiquei a decisão da Justiça, pelo contrário, afirmei que no governo do PT não tinha um procurador engavetador como na época do PSDB
Genivaldo Lievore

Sou o segundo filho de uma família de seis irmãos e uma irmã, sou casado, tenho 2 filhas e um filho, 3 netos e uma neta.

Fui camelô, comerciário, bancário, diretor do Sindicato dos Bancários do ES, ecônomo (administrador) voluntário da Diocese de Colatina (1990 a 1995), vereador por 04 mandatos, presidente da Câmara de Colatina por 02 vezes e deputado estadual.

Sempre pautei minha conduta com ética e transparência em todas atividades que exerci.

Fui um dos autores da ação popular (1991) que suspendeu o reajuste dos vereadores de Colatina e em consequência tiveram que devolver o que receberam ilegalmente.

Fui um dos autores da representação junto ao Ministério Público, Promotoria de Colatina, para que o município garantisse transporte escolar para alunos do ensino fundamental que residiam na área rural (1997). Em 2003, ingressei com ação para afastar o presidente da Câmara de Colatina que praticou vários atos de corrupção.

Com intuito de achincalhar o PT e suas lideranças, foi publicada minha foto no jornal A Gazeta e alterado o que eu tinha declarado a todos os meios de comunicação que me entrevistaram sobre a prisão do ex-senador Delcídio do Amaral.

Em nenhum momento defendi o ex-senador e critiquei a decisão da Justiça, pelo contrário, afirmei que no governo do PT não tinha um Procurador engavetador como na época do PSDB, e que o governo e o partido não tinham cometido irregularidades, sendo que a prisão do mesmo só foi possível porque as instituições estavam funcionando plenamente.

Injustamente, o PT tem sido massacrado pela mídia e por motivos que estão vindo à tona com as investigações da Lava Jato, sendo que, somente o tempo revelará as verdadeiras intenções desses ataques ao partido."

 

Ver comentários