Notícia

Triplex de Guarujá vale 45 moradias populares

Os números desmentem Lula: uma moradia básica do MCMV é seis vezes menor que a área do triplex

Residencial Tabuazeiro, em Vitória, foi o primeiro conjunto do programa habitacional no Espírito Santo
Residencial Tabuazeiro, em Vitória, foi o primeiro conjunto do programa habitacional no Espírito Santo
Foto: Guilherme Ferrari

Considerado pelo juiz Sérgio Moro como uma propriedade ocultada pelo ex-presidente Lula (PT), o triplex do Edifício Solaris, de frente para o mar de Guarujá, São Paulo, já foi descrito pelo ex-presidente como “um triplex Minha Casa, Minha Vida”. O apartamento, protagonista no processo que levou o petista à condenação de 9 anos e meio de prisão esta semana, é avaliado em R$ 1,8 milhão. Com esse dinheiro, seria possível comprar 45 moradias do programa de moradia popular do governo, onde cada unidade custa, em média, R$ 40 mil.

Diferentemente do triplex, que ostenta 215m², as habitações populares do Minha Casa Minha Vida possuem um tamanho padronizado de 36m², divididos em dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. O imóvel de Guarujá, por sua vez, até elevador privativo tem.

"Se é verdade, eu não sei. Só sei que dizem que (o triplex) é dele. Eu gosto do Lula, votaria nele com certeza", diz a dona de casa Maria Aparecida Teixeira
"Se é verdade, eu não sei. Só sei que dizem que (o triplex) é dele. Eu gosto do Lula, votaria nele com certeza", diz a dona de casa Maria Aparecida Teixeira
Foto: Bianca Vailant

Lula disse, em depoimento, que o tamanho do imóvel teria sido um dos motivos que o levaram a não formalizar a compra – apesar das provas da Justiça, o petista insiste em dizer que não é dono do triplex. “O prédio era inadequado porque, além de ser pequeno, um triplex de 215 metros é um triplex Minha Casa Minha Vida, era pequeno”, queixou-se.

Os números desmentem Lula: uma moradia básica do MCMV é seis vezes menor que a área do triplex. Um apartamento popular, financiado pelo programa que foi carro-chefe da gestão petista, embora um pouco maior que uma casa (40m²), também perde, de longe, na proporção do triplex.

Em entrevista a A GAZETA, a moradora do Residencial Tabuazeiro, primeira obra do MCMV em Vitória, Maria Aparecida Teixeira de Souza, de 38 anos, comentou a comparação: “O nosso não chega nem perto disso. Nosso apartamento todo é do tamanho do quarto dele, então quer dizer, não chega nem perto de uma coisa daquelas”.

A dona de casa Cristiane Gomes Correia, de 37 anos, moradora do mesmo conjunto habitacional, ficou espantada com a comparação feita por Lula. Ela, que vive em um apartamento de cerca de 40m² com seus três filhos, disse que se os apartamentos realmente tivessem o mesmo tamanho seria mais fácil acomodar todos os filhos.

R$ 40 mil

É quanto custa, em média, a construção de um Minha Casa Minha Vida

“Eu acho que esse apartamento (o triplex) deve ser um casarão! Se aqui tivesse isso tudo eu ia conseguir dividir pra todo mundo. Meus meninos dormem na sala, aqui só temos dois quartos. Dá pra gente viver bem, estamos vivendo bem. Eles reclamam que dormem no sofá ou no chão, mas a gente vive bem”, disse.

Na sentença de Lula, o juiz Sérgio Moro o condenou, também, ao pagamento de multa de

R$ 669,7 mil. Para efeito de comparação, é possível dizer que só com a multa o ex-presidente conseguiria comprar 17 casas populares iguais às que seu governo construiu.

Em frente ao mar

O Edifício Solaris, onde está o triplex reservado pela família Lula da Silva, fica na Praia das Astúrias, uma das mais movimentadas de Guarujá. De frente para o mar. E até disso o ex-presidente se queixou: de acordo com ele, seria inútil comprar um apartamento de frente para o mar, já que além de não gostar de praia, por conta do assédio ele só poderia frequentá-la em dias frios e chuvosos.

“Uma das razões é porque eu cheguei à conclusão que seria inútil pra mim um apartamento na praia, eu só poderia frequentar a praia dia de Finados, se tivesse chovendo. Então eu tomei a decisão de não ficar com o apartamento”, ressaltou o ex-presidente.

O programa Minha Casa Minha Vida é dividido por níveis que variam de acordo com faixas de renda. Para se enquadrar na primeira faixa, o morador precisa ter renda mensal bruta de até R$ 1,8 mil. A parcela paga como prestação do imóvel corresponde a cerca de 5% da renda mensal, com prestação mínima de R$ 25.

Recall

Apesar da condenação do ex-presidente, as moradoras do conjunto Minha Casa Minha Vida em Vitória ainda fazem elogios ao petista. Cristiane diz que o governo do petista foi um período de maior prosperidade e que, caso ele seja candidato nas próximas eleições, o voto dela certamente seria para Lula.

“Para a gente que recebe benefícios ele foi um presidente bom. Quando ele estava na presidência ele ajudou com o Bolsa Família, com o Minha Casa Minha Vida. Se ele se candidatasse eu votaria nele, porque para nós, pobres, ele foi um bom presidente”,disse.

Ver comentários