Notícia

Motociclista vai viajar de Alegre ao Chile de motoneta

Aventura inusitada de mais de 9 mil quilômetros será feira de Honda Biz 125 cilindradas

Movido pelos desafios. Este é o lema do capitão da reserva Aroldo Paulo Barbosa, de 57 anos. Apaixonado por viagens de motocicleta há 30 anos, o amante das duas rodas agora se prepara para algo mais desafiador, ir de Alegre, no Sul do Estado, onde mora, até o Chile, de Honda Biz 125 cilindradas.

Apesar de ter motos com maior cilindrada e até uma Harley-Davidson, a motoneta é sua paixão. “Sou 'bizeiro' com orgulho. É uma moto mais versátil e dinâmica para viagens. Fiz todos os municípios do Estado em uma Biz, em 2016. Foram quatro dias e mais de dois mil quilômetros rodados”, contou.

Segundo Aroldo, a viagem está prevista para janeiro, quando o clima no Chile é mais quente e os ventos têm menor intensidade. A jornada deve durar um mês e serão percorridos cerca de 9,1 mil quilômetros. De Alegre a Santiago, o aventureiro passará pelo Oceano Pacífico em Valparaíso, retornando por Buenos Aires, na Argentina, e Montevidéu, no Chile.

Para a façanha inusitada do próximo ano, Aroldo Paulo Barbosa já comprou uma nova motoneta. “Estimo um gasto entre R$ 5 a R$ 6 mil. Eu irei com outros dois amigos, de Alegre e Cachoeiro de Itapemirim, que irão em motos de maior cilindrada. Dormiremos à noite e seguimos viagem durante o dia”, contou.

Um segundo desafio é previsto na viagem. “Vou fazer também a segunda parte do desafio dos ‘Fazedores de Chuva’ (um grupo de motociclistas no país) que é percorrer a BR 101 de ponta a ponta. Todo mundo está me chamando de maluco na cidade. Mas, não sei por que. Estou começando a acreditar”, brinca o motociclista.

Outros desafios

Sob duas rodas, Aroldo Paulo Barbosa já visitou mais de 20 lugares em todo o país. No mês passado, ele percorreu com três amigos 12 estados do Centroeste e Nordeste brasileiro em uma moto de 250 cilindradas. Foram 6,4 mil quilômetros percorridos, incluído a primeira etapa da BR 101.

Ver comentários