Notícia

Polícia realiza perícia em carro de advogado morto em Cachoeiro

Fernando da Costa Ghio, de 35 anos, dirigia na BR 482 quando foi atingido na cabeça

Advogado de 35 anos foi encontrado com um tiro na cabeça dentro do carro
Advogado de 35 anos foi encontrado com um tiro na cabeça dentro do carro
Foto: Reprodução/Facebook

O veículo em que o advogado Fernando da Costa Ghio, de 35 anos, foi morto na última sexta-feira (14) passou por perícia nesta segunda-feira (17), segundo a delegacia de Crimes Contra a Vida de Cachoeiro de Itapemirim. A vítima seguia em um Honda Fit com outras pessoas no carro quando levou um tiro na cabeça e capotou às margens da rodovia BR 482, próximo ao trevo da localidade de Morro do Lixo. O autor e a motivação do crime ainda são desconhecidos.

O delegado de Crimes Contra a Vida, Guilherme Eugênio Rodrigues, que ainda prefere não dar detalhes do caso para não atrapalhar a investigação, informou que o carro passou por perícia. “A apuração do crime vai bem. Porém, não poderei dizer mais nada. Somente irei expor os resultados após deliberação da Justiça sobre o tema”, disse.

O crime aconteceu por volta das 12h40. Fernando da Costa Guio seguia sentido Cachoeiro de Itapemirim x Vargem Alta, e capotou em um barranco, após receber o disparo. Uma das pessoas que estava no veículo ficou ferida e encaminhada a Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro.

A polícia informou que esta pessoa foi ouvida. Os demais ocupantes no veículo não foram localizados ainda. O sepultamento do advogado aconteceu no sábado (15) em um cemitério particular da cidade.

Fernando da Costa Guio era advogado e membro de uma Organização Não-Governamental (Ong) de proteção animal em Cachoeiro de Itapemirim.