Gazeta Online

Notícia

China pede à OMC para impor sanções aos EUA em disputa comercial

No ano passado o país asiático conseguiu parecer favorável da Organização Mundial do Comércio na disputa; entidade confirmou que atenderá ao pedido de Pequim

O presidente da China, Xi Jinping
Foto: Kremlin / Divulgação

A China pedirá à Organização Mundial do Comércio (OMC) na próxima semana permissão para impor sanções aos Estados Unidos, alegando que Washington não observa uma regra em disputa sobre proteção de mercado que a China iniciou em 2013.

O pedido deve levar a anos de disputa legal sobre as sanções e os valores. No ano passado a China conseguiu um parecer favorável da OMC na disputa, relacionada a várias indústrias, incluindo de maquinário e eletrônicos, com um valor anual de exportações de até US$ 8,4 bilhões.

A Organização confirmou nesta terça-feira, 11, que atenderá ao pedido da China. O diretor-geral da OMC, Roberto Azevêdo, afirmou em nota que uma audiência sobre o caso deve ocorrer no dia 21 deste mês.

O processo é concentrado em limites ao comércio impostos pelos EUA sobre produtos chineses que, segundo os americanos, são vendidos abaixo do valor de mercado. Eles incluem aço, papel revestido, pneus off-road, células fotovoltaicas e lâminas de serra de diamante.

Trump faz novas ameaças em mais um capítulo da crise entre EUA e China

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump
Foto: Reprodução

O presidente dos EUA, Donald Trump , disse na última sexta-feira, 7, que está pronto para aplicar tarifas sobre mais US$ 267 bilhões em importações chinesas, enquanto o mundo espera sua decisão sobre a imposição de taxas sobre US$ 200 bilhões em bens do país asiático.

“Os US$ 200 bilhões de que estamos falando podem acontecer muito em breve dependendo do que acontecer com eles. Até certo ponto caberá à China”, disse Trump. “E eu odeio dizer isso, mas por trás disso estão outros US$ 267 bilhões prontos para serem aplicados no curto prazo, se eu quiser. Isso muda a equação.”

No ad for you