Gazeta Online

Notícia

Frieza de menina que matou irmão a machadadas surpreendeu delegado

Adolescente afirmou que teve um desentendimento com a mãe durante a manhã por não ter ajudado no almoço e também na casa

Santa Marta, Ibitirama
Foto: Gustavo Ribeiro/TV Gazeta Sul

A adolescente de 15 anos que matou o irmão de seis anos com golpe de machado em Ibitirama contou com detalhes o crime na delegacia de plantão de Alegre. De acordo com o delegado de plantão, Didier de Carvalho, a menina relembrou sem remorso e com frieza todo o crime. Ela afirmou que teve um desentendimento com a mãe durante a manhã por não ter ajudado no almoço e também na casa, que afirma ter sido paga com uma pensão dela e não pela venda de terrenos, como a mãe a dizia.

Após a saída do padrasto e da mãe, o caso aconteceu. O machado usado no crime estava debaixo da cama da mãe. O instrumento foi deixado na sala, onde o irmão estava dormindo de bruços no tapete. Ela contou que foi assistir desenho na televisão, se estressou, pegou o machado e golpeou o irmão.

“Ficamos bem surpresos, pois foi muito fria. Contou com detalhes, sem chorar, com frieza fora do comum. Desde quando chegou aqui, contou o caso com detalhes. Disse que estava triste, chateada com a atitude da mãe e fez para poder punir a mãe. Ela foi ouvida ao lado da conselheira tutelar e o pai biológico”, revela o delegado.

A adolescente, que não possui histórico de infrações ou comportamento agressivo, foi apreendida por um auto de apreensão de adolescente infrator análogo ao homicídio qualificado, crueldade e por incapacidade de defesa da vítima. Ela passou por audiência de custódia em Cachoeiro de Itapemirim e será encaminhada ao Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (IASES) de Cariacica.

No ad for you