Gazeta Online

Notícia

"Onde o senhor vive?", questiona leitora a secretário de Segurança

Ao comentar sobre regras impostas por traficantes nos bairros da Grande Vitória, o coronel Nylton Rodrigues afirmou que "o tráfico não comanda nada e nem dita regra alguma"

O secretário de Estado da Segurança Pública (Sesp), coronel Nylton Rodrigues
Foto: Bernardo Coutinho

“O que impera é a lei do silêncio. Ninguém pode falar nada. Isso já deu morte."  O desabafo sobre o poder paralelo do tráfico é de uma moradora de Morada da Barra, em Vila Velha, que conversou com a reportagem sob anonimato. A comunidade é a mesma em que a vendedora  Thaís Oliveira Rodrigues, 22 anos, morreu baleada no último sábado (18), enquanto buscava um bolo de aniversário.

O carro em que a família estava foi atingido por vários disparos. A principal suspeita para o assassinato é a de que a luz interna do veículo não estava acesa , como exigem os traficantes da região. 

LEIS DO TRÁFICO: MUROS EXPÕEM ORDENS DO CRIME NA GRANDE VITÓRIA

No entanto, ao comentar na segunda-feira (20) sobre a morte da jovem e sobre o sistema de regras e punições que criminosos instauram em vários bairros da Grande Vitória, o secretário de Estado da Segurança Pública, coronel Nylton Rodrigues, afirmou que “o tráfico não comanda nada e nem dita regra alguma” . Segundo ele, quem “quem dita regra no Espírito Santo são os poderes constituídos."

A declaração do secretário repercutiu mal entre os leitores do Gazeta Online. Em nossa página no Facebook, diversos internautas reforçaram o clima de terror que toma conta de comunidades do Estado, especialmente na Grande Vitória.

Muitos lembraram as situações de Ourimar , na Serra, e dos morros de Caratoíra, Alagoanos e Piedade , na Capital, que já foram alvo de diversas reportagens. Neste ano, os moradores desses locais relataram o drama da insegurança e do medo, além da rotina de toques de recolher e tiroteios. Muitos foram expulsos de suas casas por bandidos. 

"Admiro seu trabalho secretário, mas essa sua fala está muitíssimo equivocada! O tráfico, os bandidos etc. ditam regras nos bairros de periferia sim!", criticou Eduardo Leone. 

Confira outros comentários: 

Manda ele entrar lá de carro popular, vidro fechado, luzes internas apagadas e sem qualquer segurança...  Será que ele vai repetir a mesma fala?  ( Alex Sandro Oliveira Santana)

Estão prendendo mal e estamos jogados à própria sorte. (Alexandre Marques)

Essa frase do secretário deveria acontecer na prática mesmo... Bandido não tinha que ditar regra nenhuma, mas a realidade é outra!! (Abner Leite Nogueira)

Deve ser por isso que nenhuma família foi expulsa de suas casas no Morro esses dias atrás. (Maiara Pessanha)

Senhor secretário, que tanto disse que os traficantes não mandam nos bairros, onde o senhor vive?   (Cássia Christina)

No Morro da Piedade os bacaninhas botam o povo trabalhador pra fora de suas casas. Pessoas não podem entrar em sua própria comunidade que traficantes matam se não reconhecem quem está dentro do carro. Como que traficantes não mandam em nada? Tá de brincadeira com o povo capixaba! (Deivid Borges)

É, secretário, então o senhor esqueceu de avisar aos meninos que mataram a moça, porque eles podem não comandar lá na burguesia, mas na periferia é tudo deles!!! (J. Lopes de Jesus)

  Será? Mas matou não só essa moça, mas a família que vai ter que aprender a conviver com essa dor sem justificativa só pelo fato de não conhecer as imposições para entrar num bairro...  (Joelma Sales)

Central Carapina, Ourimar, Bairro da Penha, Morada da Barra, Santa Rita, Primeiro de Maio, Piedade, Flexal, Nova Rosa da Penha. Esses são só alguns dos bairros que a polícia não tem controle e que os bandidos dão as regras. O Estado do Espírito Santo tem grave problema, assim como a maioria dos outros estados. Infelizmente, essa é nossa realidade. (Fabrício Sales)

Qualquer um sabe que lá dentro eles mandam. Situação triste, lamentável. Mas é a realidade. Aliás os bandidos tomaram conta de tudo, porque vivemos com medo e somos reféns deles. (Vera Lúcia Gavazza)

 

 

No ad for you