Notícia

Curado da diabetes Romário revela: "Minha glicose chegou a 480"

Baixinho passou por polêmico procedimento cirúrgico há um ano e meio para controlar a diabetes. Emagreceu 20 quilos e hoje a glicose fica entre 88 a 96

Romário comemora cura da diabetes
Romário comemora cura da diabetes
Foto: Márcio Alves

Um ano e meio depois de se submeter a uma interposição ilegal, polêmica cirurgia bariátrica para controle do diabetes, o senador Romário comemora a absolvição do médico Áureo Ludovico de Paula, acusado de usar a técnica experimental sem aprovação do Conselho Federal de Medicina. Confira as cinco perguntas feitas pela jornalista Marluci Martins. 

1. Tem esperança de que a cirurgia de interposição ileal seja regulamentada?

O TRF-1 inocentou o doutor Áureo da acusação de realizar um procedimento experimental. O julgamento não libera a cirurgia, mas o TRF recomenda que o Conselho Federal de Medicina reconheça o procedimento como um tratamento para o diabetes. É o que esperamos.

2. Está curado do diabetes?

Sim. Antes, minha glicose batia de 420 a 480 (mg/dl). Agora, fica entre 88 a 96. Perdi mais de 20 quilos. Ganhei sete e estou recuperando aos poucos.

3. Com a regulamentação, imagina a cirurgia sendo feita pelo SUS?

As pessoas poderão fazer a cirurgia pelo SUS. Hoje, só faz quem tem dinheiro para pagar. No Brasil, 16 milhões de pessoas são afetadas com o diabetes, e 72 mil morrem todos os anos com o problema, responsável por 70% das amputações. Em 2015, o SUS gastou R$ 92 milhões com internações causadas pelo diabetes.

4. Indicaria o procedimento?

A cirurgia não é para todos. Só defendo que seja uma opção ao tratamento do diabetes. Funcionou comigo. Mas a decisão é do paciente com o médico.

5. E os pacientes que tiveram sequelas ou morreram após a cirurgia?

Nenhuma intervenção é sem riscos. Inúmeras pessoas têm complicações, até em procedimentos simples. Apenas confirmo que me curei.

Ver comentários